PUBLICIDADE

Apple encara batalha por posse de logo com maçãs na Suíça

Empresa americana tenta obter direitos de propriedade intelectual sobre representação da maçã usada por organização de 111 anos

19 jun 2023 - 11h11
(atualizado às 11h57)
Compartilhar
Exibir comentários
Apple entra na briga para obter direitos sobre o uso do símbolo da maçã
Apple entra na briga para obter direitos sobre o uso do símbolo da maçã
Foto: Fruit Union Suisse/Apple

A Apple está travando uma batalha para conseguir a posse de logo com maçãs e visa desbancar a derrubar a Fruit Union Suisse, maior e mais antiga organização de produtores de frutas da Suíça.

O que a empresa americana está tentando obter direitos é logotipo da organização, que consiste em uma maçã vermelha com uma cruz branca — lembrando a bandeira da Suíça. 

Embora o caso tenha deixado os fruticultores suíços com receio, ele faz parte de uma tendência global. De acordo com os registros da Organização Mundial de Propriedade Intelectual, essa não é a primeira vez que a Apple faz solicitações semelhantes. 

Isso já aconteceu com autoridades no Japão, Turquia, Israel e Armênia, que concordaram com a fabricante de eletrônicos.

A briga pela maçã

O logotipo da Fruit Union Suisse não é novo. A organização existe há 111 anos e teve a marca da maçã durante a maior parte de sua história. Segundo o diretor, Jimmy Mariéthoz, "não é como se eles estivessem tentando proteger sua maçã mordida", o que significa que é difícil entender quais os pontos da Apple.

Em entrevista ao Wired, Mariéthoz disse que "o objetivo deles [Apple] aqui é realmente possuir os direitos de uma maçã real, o que, para nós, é algo realmente quase universal... que deveria ser gratuito para todos usarem".

Em 2017, a Apple tenta possuir o logo suíço quando apresentou um pedido ao Instituto Suíço de Propriedade Intelectual (IPI) para reivindicar os direitos de uma representação em preto e branco de uma maçã, incluindo possíveis usos como música, gravações de vídeo, DVDs e filmes. 

O IPI atendeu parcialmente ao pedido da Apple no ano passado, dizendo que a empresa poderia ter alguns dos direitos que desejava. Mas citou um princípio legal "que considera imagens genéricas de bens comuns — como maçãs — de domínio público". Outro pedido foi feito pela empresa americana este ano.

O caso do Fruit Union Suisse ainda está em tribunal e uma decisão pode não ser tomada em anos. A Apple não se manifetou publicamente sobre o assunto. 

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade