Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

OMS faz reunião de emergência após aumento dos casos de varíola do macaco

Há mais de 100 casos da doença na Europa; casos já foram confirmados em cinco países

20 mai 2022 16h27
| atualizado às 17h28
Compartilhar
Varíola dos macacos é uma doença que provoca febre e erupções cutâneas
Varíola dos macacos é uma doença que provoca febre e erupções cutâneas
Foto: Brian W. J. Mahy/CDC/Reuters

A Organização Mundial da Saúde (OMS) marcou uma reunião de emergência nesta sexta-feira para discutir o recente surto de varíola do macaco, uma infecção viral mais comum nas regiões oeste e central da África, após a confirmação ou suspeita de mais de 100 casos na Europa.  

No que é descrito pela Alemanha como o maior surto da doença na história na Europa, os casos agora foram confirmados em pelo menos cinco países: Reino Unido, Espanha, Portugal, Alemanha e Itália, assim como Estados Unidos, Canadá e Austrália. 

Publicidade

Identificada primeiramente em macacos, a doença se espalha tipicamente através do contato próximo e raramente se propagou para além da África, o que fez a atual série de casos levantar preocupações. 

Cientistas, no entanto, não esperam que o surto evolua para uma pandemia como a Covid-19, já que o vírus não se transmite com tanta facilidade como o Sars-Cov-2.

A varíola do macaco é uma doença viral leve, caracterizada por sintomas como febre e erupções cutâneas características.

"Com vários casos confirmados no Reino Unido, Espanha e Portugal, este é o maior e mais generalizado surto de varíola do macaco já registrado na Europa", afirmou o serviço médico das Forças Armadas da Alemanha, que detectou o primeiro caso no país nesta sexta.

Publicidade

Fabian Leendertz, do Instituto Robert Koch, da Alemanha, descreveu o surto como uma epidemia. 

"Embora seja muito improvável que essa epidemia dure muito. Os casos podem ser bem isolados através do rastreamento de contato, e há também remédios e vacinas eficazes que podem ser utilizadas se for necessário", disse.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações