Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

General ex-apoiador de Bolsonaro diz que governo "reeditou o mensalão"

O ex-bolsonarista Paulo Chagas fez afirmações incisivas em um texto publicado em seu perfil no Facebook.

5 jul 2022 - 16h41
(atualizado às 16h53)
Compartilhar
General ex-apoiador de Bolsonaro diz que governo "reeditou o mensalão"
General ex-apoiador de Bolsonaro diz que governo "reeditou o mensalão"
Foto: Reprodução/Facebook

O general da reserva Paulo Chagas, ex-apoiador de Jair Bolsonaro, disse que o atual governo "reeditou o mensalão do PT" e que está "refém da facção política". As críticas foram publicadas no perfil do ex-bolsonarista no Facebook.

"O presidente Jair Bolsonaro, desde o início do seu mandato, vem se fragilizando e sendo fragilizado diante dos demais poderes, em especial do Legislativo, chegando ao ponto de tornar-se refém da facção política comandada pelo apenado Valdemar Costa Neto", disse ele. 

Publicidade

No post, que tem como título "Está na hora de mudar!", Paulo destaca as 'incorrências' da política adotada pelo presidente. "Jair Bolsonaro foi eleito com o propósito de acabar com este conchavo, o que lhe exigiria constituir uma base parlamentar capaz de dar respaldo às medidas saneadoras requeridas pelo caos deixado pelo PT em todas as expressões do poder nacional", completou.

O general da reserva chega inclusive a comparar as gestões de Bolsonaro com as anteriores do PT e diz que o atual governo reeditou o "mensalão do PT": "o 'sistema' foi, também aos poucos, aumentando a sua ousadia, chegando ao cúmulo de reeditar o famigerado "Mensalão" do PT na forma de um sinistro "Orçamento Secreto" para os amigos do governo".

Ao final, Paulo Chagas diz que na política brasileira "nada se cria, tudo se copia!" e faz um apelo por mudança. O general da reserva têm feito críticas ao governo e aos apoiadores militares há pelos menos um ano.

Fonte: Redação Terra
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações