Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Brasil se aproxima dos 510 mil mortos por covid-19

Nas últimas 24 horas foram registradas 2.032 novas mortes em decorrência do novo coronavírus

24 jun 2021 19h29
| atualizado às 20h23
Compartilhar
Homem a vítimas da Covid-19 no Brasil na praia de Copacabana, Rio de Janeiro 20/06/2021 REUTERS/Lucas Landau
Foto: Reuters

O Brasil registrou nesta quinta-feira 2.032 novas mortes em decorrência da covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 509.141, informou o Ministério da Saúde.

Também foram contabilizados, de acordo com a pasta, 73.602 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 18.243.483.

Publicidade

O Brasil possui o segundo maior número de mortes por covid-19 no mundo, abaixo apenas dos Estados Unidos, e a terceira maior contagem de casos confirmados de coronavírus, atrás dos EUA e da Índia.

Na véspera, o país registrou um novo recorde diário de infecções, ao contabilizar 115.228 novos casos, em meio a mais uma escalada da Covid-19.

Segundo dados compilados pela Reuters, a atual média diária de novos casos de Covid-19 no Brasil, de pouco mais de 77 mil, já é equivalente ao pico anterior da pandemia, mas a contagem segue apresentando tendência de alta.

Além disso, o Brasil lidera o mundo no número médio diário de novas mortes e infecções registradas, sendo responsável por um em cada quatro óbitos e um em cada cinco casos computados globalmente a cada dia.

Publicidade

Em depoimento à CPI da Covid-19 no Senado nesta quinta-feira, o epidemiologista Pedro Hallal, professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), afirmou que o cenário "realista" da pandemia no país indica que as novas máximas de casos deverão se traduzir em recordes de mortes em cerca de 20 dias.

"Uma interpretação otimista é de que esse número de 100 mil casos não vai levar a 3 mil mortes daqui a 15 dias porque tem mais gente vacinada. Mas a verdade é que a interpretação realista é que 100 mil casos ontem muito provavelmente farão com que daqui a 20 dias o Brasil quebre o seu recorde diário de mortes", disse Hallal. O Brasil registrou seu recorde de mortes por covid-19 até agora em 8 de abril, com 4.249 óbitos.

Estado brasileiro mais afetado pela covid-19 em termos absolutos, São Paulo atingiu nesta quinta-feira as marcas de 3.648.202 casos e 124.606 mortes. Minas Gerais é o segundo Estado com maior número de infecções pelo coronavírus registradas, com 1.766.084 casos, mas o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos contabilizados, com 54.848 mortes.

O governo federal reporta ainda 16.511.701 pessoas recuperadas da covid-19 e 1.222.641 pacientes em acompanhamento.

Consórcio de Imprensa

O Brasil registrou 2.042 novas mortes pela covid-19 nesta quinta-feira, 24. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 1.870, abaixo dos 1.915 registrados na véspera.

Publicidade

Nesta quinta-feira, o número de novas infecções notificadas foi de 72.613. No total, o Brasil tem 509.282 mortos e 18.243.391 casos da doença, a segunda nação com mais registros, atrás apenas dos Estados Unidos.  O Estado de São Paulo mantém um número alto de mortes por coronavírus, com 781 óbitos nesta quinta-feira. Outros quatro Estados também superaram a barreira de 100 óbitos no dia: Minas Gerais (209), Rio de Janeiro (186), Rio Grande do Sul (124) e Bahia (104).

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 16,5 milhões de pessoas estão recuperadas da doença.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações