Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Surto de covid e passeio de Djokovic marcam o dia no Japão

Jogos Olímpicos de Tóquio completam uma semana de competição

29 jul 2021 11h03
| atualizado às 13h26
Compartilhar

Os Jogos Olímpicos de Tóquio já estão acontecendo há uma semana e muitas histórias já foram contadas. De quarta para quinta-feira, o desempenho de Novak Djokovic chamou a atenção, assim como a alta nos casos de covid-19.

Djokovic

Publicidade

Novak Djokovic, o número 1 do ranking mundial de tênis, está cada vez mais perto de completar um feito inédito na categoria masculina - e a Olimpíada de Tóquio tem grande papel na meta. O sérvio venceu, nas quartas de final, o japonês Kei Nishikori, por 6/2 e 6/0, com grande facilidade, e está na semifinal do torneio olímpico, muito perto do ápice da modalidade, conhecido como Golden Slam.

Djokovic venceu japonês nesta quinta-feira pelos Jogos Olímpicos de Tóquio Edgar Su Reuters
Foto: Edgar Su / Reuters

1ª medalha de San Marino

A atleta Alessandra Perilli conquistou nesta quinta-feira a primeira medalha de San Marino na história dos Jogos Olímpicos, com o bronze na prova da fossa olímpica do tiro esportivo. A medalha de ouro foi conquistada pela eslovaca Zuzana Stefecekova (43 acertos, recorde olímpico), enquanto a americana Kayle Browwing (42) levou a prata. Perilli conseguiu 29 pontos na disputa.

Alessandra Perilli se emociona com bronze conquistado nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta quinta-feira Ann Wang/Reuters
Foto: Ann Wang / Reuters

China é ouro e bate recorde mundial

Publicidade

A equipe de revezamento 4x200 m livre feminino da China achava que vencer o Canadá e ganhar o bronze na natação era um objetivo realista antes da final de quinta-feira, então ganhar o ouro com recorde mundial superou muito as expectativas. A equipe formada por Zhang Yufei --que quebrou o recorde olímpico e conquistou o ouro nos 200m borboleta uma hora antes--, Yang Junxuan, Tang Muhan e Li Bingjie liderou a prova desde o início e lutou muito para manter a posição, com Li disputando contra Katie Ledecky em plena recuperação, para se manter à frente dos Estados Unidos e estabelecer o tempo de 7min40s33.

China celebra medalha de ouro no revezamento 4 x 200 nos Jogos Olímpicos de Tóquio Marko Djurica Reuters
Foto: Marko Djurica / Reuters

Dressel é ouro nos 100 metros livre

O norte-americano Caeleb Dressel conquistou, na noite desta quarta-feira, pelo horário de Brasília (manhã de quinta no Japão), sua primeira medalha individual em Jogos Olímpicos. E foi logo um ouro nos 100 metros livre, a prova mais tradicional da natação. De quebra, a estrela dos Estados Unidos registrou o novo recorde olímpico da distância em Tóquio.

Caeleb Dressel exibe a medalha de ouro conquistada nos Jogos Olímpicos de Tóquio Marko Djurica Reuters
Foto: Marko Djurica / Reuters

Americano é ouro nos 800 metros livre

Publicidade

O campeão olímpico dos 800 metros livre nos Jogos Olímpicos de Tóquio, nesta quarta-feira, foi o norte-americano Robert Finke (7min41s87), seguido do italiano Gregorio Paltrinieri (7min42s11) e do ucraniano Mykhailo Romanchuk (7min42s33).

Robert Finke, dos Estados Unidos, comemorou a vitória e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Japão Marko Djurica Reuters
Foto: Marko Djurica / Reuters

Australiano é ouro e bate recorde

O nadador australiano Izaac Stubblety-Cook conquistou a medalha de ouro nos 200m peito na manhã desta quinta-feira (noite de quarta-feira no Brasil), nos Jogos de Tóquio.  No Centro Aquático da capital japonesa, Stubblety-Cook completou a prova com o tempo de 2:06.38, batendo o recorde olímpico que pertencia ao japonês Ippei Watanabe (2min07s22), estabelecido na Rio 2016.

Izaac Stubblety-Cook, da Austrália, mostra a medalha de ouro conquistada Marko Djurica/Reuters
Foto: Marko Djurica / Reuters

Biles agradece apoio

Publicidade

Fora da final do individual geral da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio para poder cuidar melhor de sua saúde mental, a norte-americana Simone Biles utilizou o seu Twitter para se manifestar sobre o momento delicado que vem enfrentando. 

Rival de Thiago Braz está fora

Bicampeão mundial do salto com vara, o norte-americano Sam Kendricks está fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O atleta testou positivo para a covid-19 e não pode disputar a prova da modalidade. A confirmação da ausência do estadunidense veio através de nota oficial Comitê Olímpico dos Estados Unidos, informando que ele está cumprindo os protocolos de segurança.

Sam Kendricks compete na Diamond League em Estocolmo 04/07/2021 TT News Agency via REUTERS/Christine Olsson/tt
Foto: Reuters

Covid-19

Publicidade

Os Jogos Olímpicos de Tóquio registram novos casos de covid-19 em todos os dias de competições. Na última quarta-feira, o Comitê Organizador da Olimpíada confirmou 24 novos infectados com o coronavírus nas últimas 24 horas. Três dos exames positivos são de atletas.

Quarentena

A equipe australiana de atletismo vive um drama nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Nesta quinta-feira, o grupo precisou entrar de quarentena após um atleta da delegação ter contato com outro esportista da Olimpíada que contraiu o coronavírus.

Australiana é ouro

Publicidade

Na canoagem slalom C1, disputada nesta quinta-feira, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o ouro da categoria ficou para a australiana Jessica Fox, que fechou com o tempo de . A prata foi conquistada pela britânica Mallory Franklin, enquanto o bronze ficou para a alemã Andrea Herzog.

Jessica Fox, da Austrália comemora a medalha de ouro conquista nos Jogos Olímpicos de Tóquio Yara Nardi/Reuters
Foto: Yara Nardi / Reuters
Fonte: Equipe portal
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações