Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Grandes fazem a festa dos pequenos na Copa do Brasil

“Zebras” se repetem na competição e deixam para trás times de ponta

10 jun 2021 09h59
| atualizado às 12h25
Compartilhar

A Copa do Brasil de 2021 tem sido marcada por resultados surpreendentes e a saída precoce de grandes times. No rastro disso, os de menor porte vão avançando na competição ou pelo menos fazem história em confrontos que só seriam possíveis nesse torneio (quando equipes de Estados e de divisões diferentes em âmbito nacional se cruzam).

Palmeiras, de Felipe Melo, deixou escapar o sonho de um novo título da Copa do Brasil, eliminado pelo CBR-AL. (Foto:Djalma Vassão/Gazeta Press)
Foto: Gazeta Esportiva

O todo-poderoso Palmeiras ser eliminado pelo CRB-AL, da Série B do Brasileiro, como se consumou na noite dessa quarta (9), no Allianz Parque, é algo fora de esquadro. Assim como o 4 de Julho, do Piauí, da Quarta Divisão Nacional, derrotar o São Paulo, o que se deu na semana passada, em Teresina. Foi um triunfo de virada, 3 a 2.

Publicidade

No caso do Tricolor paulista, a resposta foi a goleada histórica imposta sobre os piauienses na terça (8), no Morumbi: 9 a 1.

Já o tombo que o Cruzeiro levou, desclassificado pelo Juazeirense-BA, é proporcional ao do Palmeiras. O time mineiro é o maior vencedor da Copa do Brasil (seis títulos). Embora esteja mal, mergulhado na Série B, tinha favoritismo de sobra nesse duelo – os baianos compõem a Série D do Brasileiro.

Mas, nessa quarta, o Juazeirense despachou o adversário no Mineirão e provocou a demissão do técnico Felipe Conceição.

Pela disparidade quanto à bagagem de conquistas nacionais e internacionais, também chama a atenção a façanha do Atlético-GO ao tirar o Corinthians da competição, com uma vitória e um empate. Mesmo o Vasco, que se credenciou à quarta fase, só conseguiu assegurar a vaga após passar um sufoco em jogo realizado em São Januário com o Boavista-RJ, time sem nenhuma tradição no cenário nacional, e que terminou empatado por 1 a 1.

Publicidade

Os dois embates acima foram decididos também nessa quarta. Houve ainda outro grande que seguiu o rumo do Vasco nesse mesmo dia e passou para as oitavas de final na base do “salve-se quem puder”: o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o Bragantino, fora de casa, e só se livrou do fracasso por que vencera a partida no Rio por 2 a 0.

 

Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. 
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações