Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Ganassi promete manter "status quo" e dispara contra investidas da McLaren

Chip Ganassi revelou que sua equipe não deve ter mudanças visíveis para a temporada de 2023 da Indy e criticou forma de montagem de time da McLaren

27 jun 2022 - 12h12
Compartilhar
Álex Palou foi sondado pela McLaren
Álex Palou foi sondado pela McLaren
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

QUAIS PILOTOS PODEM SURGIR NO GRID DA INDY EM 2023?

A Ganassi deve manter seu quarteto de pilotos para a temporada de 2023 da Indy. O atual campeão das 500 Milhas de Indianápolis, Marcus Ericsson, o atual campeão da Indy, Álex Palou, e o hexacampeão da categoria, Scott Dixon, têm contrato para o próximo ano e devem ficar na equipe.

Publicidade

A única dúvida fica por conta do veterano Jimmie Johnson, que está em seu último ano de vínculo com a Ganassi. O hexacampeão da Nascar revelou recentemente que planeja participar das 24 Horas de Le Mans em 2023, mas que também deseja se manter na Indy. Agora, foi a vez de Chip Ganassi indicar uma possível permanência do americano, além de revelar que a equipe não deve ter grandes mudanças.

"Nós vamos manter o status quo. A maioria das nossas mudanças não será visível e nosso time vai ser muito parecido com o que é agora. Os meus caras estão sob contrato. Eu perguntei para eles se está tudo bem e eles disseram: 'Sim, está tudo bem'. Não sei mais o que dizer", afirmou o chefe da Ganassi em entrevista ao site Racer.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jimmie Johnson deve renovar com a Ganassi para 2023 (Foto: IndyCar)

Publicidade

A McLaren chegou a abordar Álex Palou pensando no seu terceiro carro para a temporada de 2023. A equipe de Zak Brown já trouxe Alexander Rossi da Andretti, e ainda busca um terceiro nome para guiar ao lado de Pato O'Ward. Felix Rosenqvist teve seu contrato renovado, mas ainda não se sabe em qual categoria o sueco vai pilotar. A forma de montagem do time britânico irritou a Ganassi, que prefere desenvolver seus próprios pilotos do que tirá-los de outras equipes.

"O que eu posso te dizer é o seguinte: eu aprendi muito tempo atrás nesse negócio que você não pode montar seu time pegando pessoas de outras equipes. Você não consegue montar um time dessa forma. Você precisa desenvolver seus próprios pilotos, seu próprio pessoal", criticou Chip.

A Indy retorna neste domingo, no dia 3 de julho, para o GP de Mid-Ohio, com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

AZAR E ERICSSON ATRAPALHAM, MAS PALOU SEGUE NA BRIGA NA INDY 2022

Publicidade
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações