Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Fusca elétrico da GWM estreia na China com polêmica machista

Voltado ao público feminino, "Fusca chinês" Ora Bullet Cat chama atenção pelos novos modos de condução com nomes sexistas e preconceituosos

25 mai 2022 13h13
Compartilhar
Ora Bullet Cat é voltado ao público feminino
Ora Bullet Cat é voltado ao público feminino
Foto: GWM/Divulgação

Polêmico desde o seu lançamento, o “Fusca elétrico” da montadora chinesa Great Wall acaba de chamar a atenção novamente de forma controversa. Apresentada nesta semana pela marca Ora – que produz apenas carros elétricos – uma nova campanha do modelo Bullet Cat ressalta as novas funcionalidades do hatch elétrico voltadas para o público feminino de forma sexista e preconceituosa. 

Dentre as funcionalidades apresentadas pela Ora, o novo Bullet Cat – que de acordo com a montadora, é uma versão do Punk Cat destinada ao público feminino – ganhou os modos “Lady Driving Mode” (modo mulher ao volante) e “Warm Man Mode” (modo homem quentinho), funções que já se mostram polêmicas só pelo nome. Mas as controvérsias não param por aí. 

Publicidade
Ora Bullet Cat: cópia chinesa do Fusca chama a atenção pelas funções machistas
Foto: GWM/Divulgação

De acordo com a montadora chinesa, o primeiro modo oferece ajustes específicos para mulheres ao volante. Dentre as funcionalidades, o recurso oferece distância extra para o carro da frente ao utilizar o controle de cruzeiro adaptativo (ACC), assistente de estacionamento com controles por voz, alerta de fadiga e auxílio em manobras com marcha à ré. 

Na teoria, a função poderia ser útil para condutores menos experientes, sem distinção de gênero. Mas na prática, o nome apenas reforça o velho e ultrapassado preconceito de que mulheres não sabem dirigir. Outro recurso com nome absurdo é o modo “Warm Man Mode”, que eleva a temperatura do sistema de ar-condicionado e ativa o aquecimento dos assentos. 

Ora Bullet Cat tem 171 cv de potência
Foto: GWM/Divulgação

Segundo a montadora chinesa, a funcionalidade foi projetada para ser utilizada por mulheres durante o período menstrual, quando as mulheres sentiriam “desconfortos com frio de forma intensa”. Inacreditável em pleno 2022. Por fim, o Ora Bullet Cat também é equipado com uma câmera para selfies integrada ao espelho do para-sol, que tem luzes de LED.

Ora Bullet Cat tem câmera selfie integrada ao espelho do para-sol
Foto: GWM/Divulgação

Sob o capô, o Ora Bullet Cat é equipado com um motor elétrico de 171 cv e 250 Nm de torque. Também há duas opções de baterias, sendo uma delas de 49 kWh – que oferece alcance elétrico de até 400 km – e a outra opção de 60 kWh, com um alcance de até 500 km. Na China, a marca Ora também comercializa a versão Punk Cat do Fusca elétrico chinês, que é mais potente (299 cv) e tem design inspirado no Volkswagen Fusca original. 

Publicidade

Já o Ora Bullet Cat conta com alguns detalhes diferentes do modelo alemão, como o formato dos faróis e das lanternas. Apesar disso, o modelo chinês ainda traz alguns elementos que remetem ao modelo original, como o formato da carroceria e do capô, os para-lamas destacados e os para-choques cromados com dois pontos de encaixe. O Ora Bullet Cat mede 4,40 m de comprimento, 1,88 m de largura e 2,75 m de entre-eixos.

Já registrado no Brasil, o novo Ora Bullet Cat ainda não tem previsão de chegada ao mercado brasileiro. No entanto, a Great Wall Motors, que é dona da marca Ora, chegará ao país em breve. A montadora chinesa vai investir mais de R$ 10 bilhões no Brasil nos próximos 10 anos para fabricar SUVs e picapes 100% elétricos na fábrica da marca em Iracemápolis (SP).

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações