PUBLICIDADE

Escritor da favela de BH distribui seu livro em escolas

Cerca de 3 mil livros de Dereck Carvalho foram vendidos e doados em vários estados do Brasil e na França

25 mai 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários

“Ele seguiu o sonho dele, se tornou artista e viajou de avião”. São frases assim, espontâneas e motivadas, que o escritor mineiro Dereck Carvalho escuta quando conversa sobre seu livro, que distribui em escolas públicas da periferia de Belo Horizonte, vinte para cada biblioteca.

Carvalho é autor de Eu Escolhi Trajetos para Evitar Tragédias. Na Escola Estadual Cabana Pai Tomás, na Vila Cabana, ele ouviu a frase sobre sonho, arte e avião de uma aluna de 13 anos.

Os horizontes do escritor Dereck Carvalho, da Vila Embaúbas, periferia de Belo Horizonte, foram ampliados pela literatura
Os horizontes do escritor Dereck Carvalho, da Vila Embaúbas, periferia de Belo Horizonte, foram ampliados pela literatura
Foto: Divulgação

A iniciativa de doar livros cria público para o artista local e incentiva os jovens com um representante da comunidade nas estantes literárias. Atualmente, cinco escolas de Belo Horizonte são contempladas com obras e rodas de conversa com Dereck Carvalho, como a Escola Estadual Hermenegildo Chaves, do bairro Vista Alegre, periferia da zona oeste da capital mineira.

“Mediante os últimos acontecimentos nas escolas pelo Brasil, poder chegar com arte e poesia, trocar ideia com base, é uma responsa e tanto, mas me sinto motivado e pronto para acontecer”, garante o poeta.

Um mundo melhor pela poesia

As crianças e os adolescentes com os quais Dereck Carvalho conversa são moradores de áreas periféricas e aglomerados de Belo Horizonte, como Nova Cintra, Vista Alegre, Nova Gameleira, Embaúbas, Cabana. Eles ficam atentos durante a apresentação

O relato do escritor é marcante para Maria Eduarda, 14 anos, aluna do ensino fundamental. “O que mais me impactou foi quando ele falou sobre a primeira vez que entrou num avião, que era um dos seus sonhos. Ou seja, você sempre deve seguir seus sonhos, mesmo que pareça impossível.”

Maria Eduarda, 14 anos, estudante da Escola Estadual Hermenegildo Chaves: sonhos são possíveis
Maria Eduarda, 14 anos, estudante da Escola Estadual Hermenegildo Chaves: sonhos são possíveis
Foto: Divulgação

Angélica Lair Porto, da biblioteca da Escola Hermenegildo Chaves, conta que a procura pela leitura do livro foi fantástica. Estudantes relatam a todo momento como foi bom ler. “Os alunos se identificaram muito com a fala, história de vida e esperança de um futuro melhor através da poesia”. 

Arte de despertar para a arte

Anisiane Ribeiro, coordenadora geral da Escola Cabana e psicóloga, conta que seu primeiro contato com Dereck Carvalho foi em uma de suas intervenções com um grupo de jovens entre 11 e 14 anos.

A partir daí, recebeu inúmeros relatos espontâneos do quão inspirador foi a oportunidade de ouvir e conversar com um artista. “É esperançoso ver que Dereck consegue naturalmente despertar inúmeros jovens para a arte. Acompanhá-lo é uma oportunidade de me lapidar como pessoa”, diz a coordenadora.

Palestra do escritor Dereck Carvalho na Escola Estadual Cabana do Pai Tomás, periferia de Belo Horizonte
Palestra do escritor Dereck Carvalho na Escola Estadual Cabana do Pai Tomás, periferia de Belo Horizonte
Foto: Divulgação

 Obra chegou na França

Escolhendo Trajetos para Evitar Tragédias não é só o título do livro, mas a opção de vida de Dereck Carvalho, visão que ele quer passar para crianças e jovens das favelas. O poeta, morador da Vila Embaúbas, região oeste de BH, lutou pelo próprio resgate e hoje repassa os ensinamentos às novas gerações.

O livro foi escrito em 2019 e, desde então, tem sido inspiração aos jovens favelados e periféricos. A produção independente relata a vida do próprio autor e de como a arte pode salvar os jovens da criminalidade.

O escritor Dereck Carvalho, da periferia de BH, escreve e produz quadros. Missão é mudar vidas pela arte
O escritor Dereck Carvalho, da periferia de BH, escreve e produz quadros. Missão é mudar vidas pela arte
Foto: Divulgação

Cerca de 3 mil livros foram vendidos e disponibilizados em vários estados do Brasil, além da França, desde o seu lançamento.

ANF
Compartilhar
Publicidade
Publicidade