PUBLICIDADE

Da várzea à decisão do Paulistão: conheça a história do Água Santa

Clube de Diadema disputal final contra o Palmeiras, atual campeão

28 mar 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Torcida do Água Santa, time que disputa a final do Paulistão 2023 contra o Palmeiras
Torcida do Água Santa, time que disputa a final do Paulistão 2023 contra o Palmeiras
Foto: Reprodução/Instagram/@ecaguasanta

A final do Paulistão 2023 terá um estreante: o jovem Água Santa. O clube de Diadema superou o RB Bragantino na semifinal e conseguiu chegar na decisão do Campeonato Paulista em sua quarta participação na elite do futebol estadual.

O clube foi fundado em 1981 na cidade de Diadema, em São Paulo, e fez sucesso no futebol amador nos anos 80 e 90 na região do ABC. A profissionalização veio somente em 2011, conseguindo três acessos consecutivos nas divisões inferiores do Campeonato Paulista, chegando pela primeira vez ao Paulistão em 2016.

Na decisão, o Água Santa vai enfrentar o Palmeiras, que vai para sua quarta final consecutiva pelo campeonato paulista. Os jogos serão realizados nos dias 2 e 9 de abril, com a ida tendo o mando do clube de Diadema e a volta em São Paulo.

Curiosamente, ganhando ou perdendo a final do Paulistão, será a última vez que o Água Santa entrará em campo em 2023. Segundo o site globoesporte.com, o clube deixou de disputar a Copa Paulista no segundo semestre para focar em melhorias na sua estrutura, inclusive no estádio onde joga, a Arena Inamar, que não tem iluminação artificial.

Por já conquistar a vaga na Série D e Copa do Brasil de 2024 por conta de sua campanha no Paulistão, o Água Santa abrirá mão da Copa Paulista, que dá vaga nas competições. Como a maioria dos times pequenos dos Estaduais, o elenco do Água Santa será desfeito, já que os jogadores têm contrato até o fim do Paulistão.

Ainda segundo o site globoesporte.com, a folha salarial do Água Santa gira em torno de R$ 800 mil mensais, sem atrasos para o elenco, e o "bicho" da campanha do Paulistão, que já passou da casa de R$ 1 milhão, é distribuído entre todos os funcionários, incluindo os gandulas.

Fonte: Visão do Corre
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade