PUBLICIDADE

Paraíso natural: Fernando de Noronha completa 508 anos

Publicidade

Fernão de Noronha foi um judeu português convertido ao catolicismo que se tornou um dos primeiros grandes exploradores no Brasil. A ele foi dada pelo reino de Portugal a ilha de São João Quaresma, que com o passar do tempo ganhou o nome de Ilha de Fernão de Noronha e, por fim, Fernando de Noronha. Assim nascia um dos cenários mais belos do Brasil, que completa 508 anos de história nesta quarta-feira (10).

O arquipélago é formado por 21 ilhas e fica a 540 km de Recife, capital pernambucana. Porém, antes de ser um dos destinos de turismo mais famosos do Brasil, o arquipélago já foi, entre outras coisas, um local de detenção de condenados. O presídio de Fernando de Noronha funcionou até o ano de 1938.

Pertencente ao Estado do Pernambuco, as ilhas possuem grande apelo ecológico e são protegidas contra a ação do homem. Tombado em 2001 pela Unesco como patrimônio da humanidade, o arquipélago possui regras que restringem o acesso de turistas à algumas praias.

Entre os destinos mais procurados dentro do arquipélago estão a Praia da Cacimba do Padre, Baía dos Golfinhos e Baía dos Porcos. Para quem gosta de mergulho, as águas mornas do oceano atlântico proporcionam ótimas surpresas, como a observação da corveta Ipiranga, que repousa a 62 metros de profundidade, e de peixes de recife, tartarugas e golfinhos.

Para comemorar a data, a administração de Fernando de Noronha oferece uma programação especial com shows e espetáculos, que começaram no sábado (6) e termina na noite desta quarta-feira, com o corte do bolo em homenagem a este paraíso natural tão amado pelos brasileiros.

Uma das principais atrações do arquipélago é o mergulho
Uma das principais atrações do arquipélago é o mergulho
Foto: Eu já fui / Reprodução
Fonte: Terra
Publicidade