PUBLICIDADE

Novo passaporte brasileiro terá mais recursos de segurança

O documento, que trará desenhos dos biomas brasileiros em marca d'água, começa a ser produzido em setembro. Governo afirma que o valor segue o mesmo

29 jun 2022 - 22h51
(atualizado em 30/6/2022 às 11h00)
Ver comentários

O governo federal apresentou nesta segunda-feira (27) uma nova versão do passaporte com o intuito de deixar o documento mais seguro. Dentre as mudanças, há novos padrões de segurança na confecção que devem dificultar possíveis fraudes.

Novo passaporte traz ilustrações dos biomas brasileiros e elementos de segurança mais difíceis de serem fraudados.
Novo passaporte traz ilustrações dos biomas brasileiros e elementos de segurança mais difíceis de serem fraudados.
Foto: Ministério da Justiça e Segurança Pública/Reprodução / Viagem e Turismo

O número de marcas d'água subiu de uma para 13 e são imagens que representam elementos dos seis biomas brasileiros. Outra novidade são os fundos invisíveis fluorescentes com os nomes dos biomas que são vistos apenas mediante exposição a luz UV, recurso que antes se limitava aos números das páginas.

Nas páginas de identificação, além da tradicional foto colorida constará ainda outras duas fotos, sendo uma imagem "fantasma" em preto e branco e outra formada com base nos dados biométricos do portador.

A capa atual, que apresenta as estrelas do Cruzeiro do Sul, será substituída pelo brasão da República, que já esteve presente em versões antigas do documento e terá ainda elementos da bandeira em baixo relevo.

O governo afirmou que o preço segue o mesmo, R$ 257,25, e o prazo de validade permanece de dez anos.

O novo passaporte começará a ser fabricado em setembro, em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil, mas não é preciso correr para renovar. Os documentos atuais continuam válidos até o vencimento.

Novo modelo trará de volta o brasão da República com elementos da bandeira em baixo relevo.
Novo modelo trará de volta o brasão da República com elementos da bandeira em baixo relevo.
Foto: Casa da Moeda Brasileira/Reprodução / Viagem e Turismo
Viagem e Turismo
Publicidade
Publicidade