PUBLICIDADE

Turismo gastronômico para ousados: conheça os mercados onde come-se morcego, barata e cobra

Publicidade

Conhecer o mundo é também se confrontar com outras culturas, com outros gostos e hábitos diferentes. Por exemplo, comer uma linguiça que, pelo cheiro, parece feita com fezes humanas. Ou se deliciar com ovos de mosca, baratas fritas e até morcegos. Visite alguns dos melhores mercados para aqueles que não tem medo em experimentar comidas esquisitas.

» Veja algumas fotos
» Siga o Terra no Twitter
» vc repórter: mande fotos
e notícias

» Chat: tecle sobre o assunto

Visite alguns dos melhores mercados para aqueles que não tem medo em experimentar comidas esquisitas.

La Merced, Mexico City, México
Aqui você encontra uma grande variedade de comidas selvagens. Uma seção inteira é dedicada aos cactos, e há centenas de tipos de pimenta, algumas delas realmente muito fortes. A parte mais interessante é a de comidas esquisitas. Você a reconhecerá quando ver tortas de entranhas de pato, pequenos camarões brilhantes e muitos sacos de coisas estranhas, de visual não muito atraente mas que os Astecas e Maias adoravam: moscas, formigas, outros insetos e até ovos de moscas que, dizem, não têm muito sabor, mas têm uma textura parecida com a do caviar.

Mercado de Peixes Noryangjin Seul, Coréia do Sul
Este é o melhor mercado no mundo para gourmets intrépidos. Encontra-se todo tipo de moluscos rastejantes e esquisitos que você nunca imaginou que fossem comestíveis. Após pagar, pode levá-los para o primeiro andar da galeria, aonde o cozinheiro do restaurante os preparará na hora: entregue sua sacola ao garçom, acerte um preço para que os produtos sejam cozinhados e compre arroz e cerveja para acompanhar. E boa sorte!

Mercado Noturno de Donghuamen, Beijing, China
Os chineses parecem comer de tudo, e não desperdiçar nada. Isto fica evidente neste lugar com pequenas barracas especializadas nos mais incríveis tipos de animais que tiveram o azar de botar suas cabeças para fora de suas tocas. Experimente pele de cobra, kebabs de pombo (no qual o pássaro é servido inteiro, com ossos e patas), baratas, larvas e escorpiões -jogados ainda vivos em óleo fervente. O lugar, barulhentíssimo, é um lugar clássico para os jovens rapazes de Beijing, que levam suas namoradas para provar sua coragem gastronômica.

Mercado Adis-Abeba, Etiópia
O mercado de Adis-Abeba é o maior mercado a céu aberto da África. À primeira vista parece apenas uma feira de camelôs, com tênis e camisetas falsificados. Procurando melhor, você encontrará lojinhas esquisitas que vendem acessórios da Igreja Ortodoxa da Etiópia, incensos, e roupas chamativas. As barracas de temperos vendem a famosa pimenta etíope chamada "berbere", muito forte e essencial para preparar o delicioso curry Doro Wat, prato nacional.

Outra receita tradicional é a carne crua com uísque. A vaca inteira fica pendurada, você indica ao açougueiro que parte você deseja e ele corta o pedaço desejado para você, e o serve acompanhado de um pote de tempero e uma faca enferrujada (é altamente recomendado levar a sua própria faca). O prato é servido com um generoso copo de uísque. Ok, comer carne crua na Etiópia pode não parecer uma boa ideia, mas é delicioso, e já que você foi até aí, porque não experimentar?

Chatuchak, Bangkok, Thailândia
O Mercado de Chatuchak é o maior da Tailândia, com mais de 15 mil barracas. A grande maioria pertence a pequenos vendedores, que se especializam num só produto. Há muitas variedades de comida tailandesa, como pad e tom yam, com aparência um pouco suspeita, mas ótimo sabor. Para os mais corajosos, insetos, ratos, e morcegos. Já que você vai experimentar baratas, tome cuidado com manchas marrons, que provam que elas estão expostas há varias semanas.

Rungis, Paris, França
O Mercado de Rungis, a 11 quilômetros do centro de Paris, é onde os cozinheiros mais refinados compram os ingredientes mais requintados do planeta. O mercado, que abre à meia-noite e fecha às 7 da manhã (certo, o horário não é o mais prático para um simples turista), é o maior mercado alimentício do mundo. Ele tem até sua própria estação de trem. O pavilhão da caça é uma das grandes atrações, com seus faisões, lebres, pombos e javalis. A "triperie" é um festival de intestinos, necessários para a preparação de "andouilletes", famosas lingüiças francesas que os franceses adoram, mas que têm um cheiro extremamente desagradável.

Agência Andrés Bruzzone Comunicação



Fonte: Especial para Terra
Publicidade