De Barcelona a Dubai: site lista os arranha-céus mais incríveis do mundo

  • separator
  • comentários

Símbolo da modernidade da arquitetura, os arranha-céus dominam as paisagens de grandes cidades e se transformam em símbolos e cartões-postais cada vez mais altos e futuristas. Confira os arranha-céus mais incríveis do mundo, segundo a CNN. 

Empire State Building, Nova York, Estados Unidos: em meio aos arranha-céus de Manhattan, um se destaca em um inconfundível  cartão-postal de Nova York. Com 437 metros de altura, o Empire State Building foi completado em 1931 após pouco mais de um ano de construção e um custo de 40 milhões de dólares.

Prédio da CCTV, Pequim, China: a sede da CCTV, Televisão Central da China, é um prédio de 234 metros de altura terminado em 2008 por cerca de 600 milhões de dólares. Apesar de seu tamanho, relativamente pequeno para um arranha-céu, o edifício  imponente se destaca com formas e sua arquitetura em meio a arranha-céus maiores na capital chinesa.

<p>Commerzbank, Frankfurt, Alemanha</p>
Commerzbank, Frankfurt, Alemanha
Foto: Commerzbank AG

Commerzbank, Frankfurt, Alemanha: maior prédio da Alemanha, a sede do banco Commerzbank foi terminada em 1997 após 414 milhões de dólares usados em sua construção. Situado em Franfkurt, capital financeira do país, o edifício tem 300 metros de altura e foi um marco na sustentabilidade dos arranha-céus, com sistemas de iluminação e ventilação naturais. 

The Shard, Londres, Inglaterra: terminado em novembro de 2012, o The Shard se transformou no maior arranha-céu da Europa com 310 metros. Projetado pelo arquiteto Renzo Piano, o prédio custou mais de 660 milhões de dólares e oferece uma vista incrível sobre Londres. 

Elephant Tower, Bangcoc, Tailândia: com seus 102 metros de altura e singular arquitetura em forma de elefante,  animal nacional da Tailândia, o prédio Elephant Tower pode ser visto desde praticamente qualquer ponto de Bangcoc. A torre foi inaugurada em 1997 e representa o crescimento do país, com escritórios modernos, um shopping center e andares com residências de luxo. 

Chrysler Building, Nova York, Estados Unidos: os 320 metros de altura fizeram do Chrysler Building o prédio mais alto do mundo durante 11 meses entre 1930 e 1931, até o fim das obras do Empire State Building. Mas, até hoje, o arranha-céu de linda arquitetura é uma das imagens mais emblemáticas de Nova York. 

Bitexco Financial Tower, Ho Chi Minh, Vietnã: para atingir o topo de seus 262 metros, o Bitexco Financial Tower de Ho Chi Minh, capital do Vietnã, conta com elevadores que se encontram entre os mais velozes do mundo, com uma velocidade de sete metros por segundo. Projetado para representar o lotus, flor nacional do país, o prédio foi inaugurado em 2010 e se transformou em emblema da cidade. 

Hotel Ryugyong, Pyongyang, Coréia do Norte: o arranha-céu Ryugyong começou a ser construído em 1987 na capital da Coréia do Norte. Hoje, a pirâmide de vidro de 330 metros encontra-se abandonada, símbolo da decadência da econômia e do país asiático após diversas tentativas de transformá-la num hotel. 

Transamerica Pyramid, São Francisco, Estados Unidos: inaugurado em 1972, o Transamerica Pyramid é um dos principais marcos de São Francisco. Os 260 metros de altura e o design futurista se destacam em meio aos edifícios baixos da cidade californiana, criando um visual diferente.  

Bank of China Building, Hong Kong: inspirado numa planta de bambu, o Bank of China Building é um dos prédios mais emblemáticos de Hong Kong. O edifício de 367 metros foi terminado em 1990 e faz parte da Sinfonia de Luzes, espetáculo realizado todas as noites na Baía Victoria. 
 
Kingdom Centre, Riad, Arábia Saudita: com 302 metros de altura, Kingdom Centre custou mais de US$ 1 bilhão e foi inaugurado em 2002 em Riad, capital da Arábia Saudita. O segundo andar é inteiramente dedicado às mulheres, para que elas possam ir ao banco, à mesquita, ou fazer compras, sem precisar se cobrir com o tradicional véu.

Torres Petronas, Kuala Lumpur, Malásia: as Torres Petronas fazem parte dos prédios mais famosos do mundo, além de ser as torres gêmeas mais altas com 452 metros de altura. Projetadas pelo arquiteto argentino César Pelli as torres foram terminadas em 1996 e são hoje símbolo inconfundível de Kuala Lumput,  capital da Malásia.

Tokyo Mode Gakuen Cocoon Tower, Tóquio, Japão: construído  em forma de casulo, o Tokyo Mode Gakuen Cocoon Tower abriga universidades de moda, tecnologia e medicina. O arranha-céu de 204 metros de altura é  um dos prédios mais altos do mundo a ter universidades, e alunos podem ter aula em salas no 50º andar, com vista sobre a imensa capital japonesa.

Shanghai World Financial Center, Xangai, China: maior prédio da China entre sua inauguração em 2008, e o fim da construção da Shanghai Tower, em 2012 com 632 metros o Shanghai World Financial Center tem 492 metros de altura e um formato que lembra um abridor de garrafas. Como muitos arranha-céus chineses, o prédio está ligado a diversas crenças do país, como o encontro entre a terra e o céu, numa interação entre dois reinos.

Hotel & Casino Grand Lisboa, Macau: inspirado em uma fantasia do carnaval brasileiro, o Hotel & Casino Grand Lisboa tem 261 metros de altura e custou  US$ 385 milhões para ser construído. Maior prédio de Macau, a Las Vegas asiática, o local tem um formato pensado em atrair a prosperidade e evitar a falta de dinheiro segundo as regras do feng-shui.

Bahrain World Trade Center, Manama, Bahrein: inaugurado em 2008 , em Manama, capital do Bahrein,  Bahrain World Trade Center de o arranha-céu mais ecológico do planeta. Inspirado em duas velas que chegam a mais de 240 metros de altura, o prédio tem turbinas de vento gigantes que geram cerca de 13% da eletricidade necessária para abastecer este  moderno arranha-céu.

Two International Finance Center (2IFC), Hong Kong: o Two International Finance Center pode não ser o prédio mais alto de Hong Kong, mas, com seus 415 metros de altura e 88 andares, é o mais imponente. A construção do prédio, inaugurado em 2008,  custou mais de US$ 2,5 bilhões.

Burj Al Arab, Dubai, Emirados Árabes Unidos: símbolo do luxo e da extravagância de Dubai, o Burj al Arab foi inaugurado em 1999. O prédio com forma de vela  construído sobre uma ilha artificial, tem 321 metros e alberga o único hotel sete estrelas do mundo além de lojas e restaurantes de luxo.

Taipei 101, Taipei, Taiwan: inaugurado em 2004, o Taipei 101 tem 508 metros de altura inspirados na forma de um bambu numa construção de mais de 1,8 milhões de dólares. Para chegar do térreo ao andar mais alto (o 101º), o elevador mais veloz do mundo demora apenas 37 segundos, a uma velocidade de mais de mil metros por minuto. 

<p>Torre Agbar, Barcelona, Espanha</p>
Torre Agbar, Barcelona, Espanha
Foto: Getty Images

Torre Agbar, Barcelona, Espanha: Barcelona se destaca mais pelas delicadas construções de Gaudí do que por ter imponentes grandes arranha-céus. E é por isso  que a Torre Agbar, inaugurada em 2004, chama ainda mais a atenção na cidade catalã, com seus 142 metros de altura com vidros de mais de 40 cores diferentes. 

Burj Khalifa, Dubai, Emirados Árabes Unidos: com 828 metros e 160 andares, o Burj Khalifa é o prédio mais alto do mundo, e é mais um símbolo da extravagância extrema de Dubai. Inaugurado em 2010,  o prédio custou um US$ 1,5 bilhão para ser construído, tem um hotel Armani, apartamentos de luxo, lojas,  restaurantes e até uma mesquita no 158º  andar.

30 St. Mary Axe, Londres, Inglaterra: considerado como um dos arranha-céus mais bonitos do mundo, com uma forma ovalada e vidros claros e escuros, 30 St. Mary Axe impacta na paisagem londrina com seus 180 metros de altura. Inaugurado em 2003, o  prédio se adaptou muito bem, à cidade, virando um dos principais cartões de Londres. 
 
Turning Torso, Malmo, Sweden: quando projetou este particular arranha céu de 190 metros de altura, o famoso arquiteto espanhol Santiago Calatrava queria recriar os movimentos naturais de humanos e animais. O  prédio, que “gira” sobre si mesmo, tem apenas escritórios e residências, e, portanto, pode ser apreciado por turistas em visita à cidade sueca de Malmo, desde o lado de fora.

One World Trade Center, Nova York, Estados Unidos: parte memorial e parte grande complexo de escritórios, o One World Trade Center foi inaugurado em maio deste ano no local onde ficava o antigo 6 World Trade Center, um dos prédios em volta das Torres Gêmeas destruídos nos atentados de 11 de setembro de 2001. O prédio de uma altura de 541 traz um sopro de ar fresco à arquitetura de Manhattan. 

Marina Bay Sands, Cingapura: inaugurado em 2010, o complexo Marina Bay Sands é uma imponente construção com três torres de 194 metros. No topo do imenso hotel-cassino, uma grande plataforma de 340 metros conhecida como Sky Park conta com uma piscina de borda infinita, baladas e restaurantes. 

 

Fonte: Andrés Bruzzone Comunicação Andrés Bruzzone Comunicação
  • separator
  • comentários
publicidade