Dançando pelo mundo

24 abr 2019
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Ilíada é uma querida amiga que uma viagem me trouxe…uma moça séria e decidida. É bailarina profissional e comanda a escola de dança Hispalis, levando a arte para a vida de tantas pessoas.

E foi através desta arte que ela teve a oportunidade de construir sua carreira dançando pelo mundo e conhecer muitos palcos e lugares diferentes.

Conheça um pouco mais desta história…

Dançando pelo mundo
Dançando pelo mundo
Foto: Ilíada Soriano / Arquivo Pessoal

Como a dança surgiu na sua vida?

Comecei a dançar porque minha mãe já era bailarina e me levava com ela aos ensaios e spetáculos. Por ser um exercício completo e divertido a dança me encantava, fui me envolvendo e acabei dedicando minha carreira profissional a essa área.

Dançando pelo mundo
Dançando pelo mundo
Foto: Ilíada Soriano / Arquivo Pessoal

Como a dança te levou a tantos lugares?

No começo as viagens eram para estudos. Fiz cursos na Argentina, Estados Unidos, Venezuela e Espanha. Na sequência surgiram oportunidades de shows e participações que foram ótimos para minha carreira profissional. Conheci pessoas e lugares novos. Descobri que as dificuldades existem em todos os lugares e para todos. Que não há só aspectos positivos no exterior, mesmo que pareça o melhor país para se trabalhar, em especial com arte. Enfrentei dificuldades com a temperatura, com equipes menos receptivas, com comida muito gordurosa, apimentada…mas o lado positivo sempre foi infinitamente superior a qualquer dificuldade.

Dançando pelo mundo
Dançando pelo mundo
Foto: Ilíada Soriano / Arquivo Pessoal

Qual foi a maior dificuldade que enfrentou em uma turnê?

A questão alimentar. Manter a dieta correta é sempre mais desafiador pois em alguns países a oferta de sabores, a interferência do fuso na chegada e a curiosidade da culinária podem jogar contra a dieta. Porém, com equilíbrio, sempre temos espaço para provar de tudo e aproveitar as delícias locais.

Dançando pelo mundo
Dançando pelo mundo
Foto: Ilíada Soriano / Arquivo Pessoal

Quais os maiores aprendizados que estas viagens trouxeram para sua vida?

Viajar é sempre uma delícia, mas o enriquecimento cultural e a possibilidade de trocar informações é o melhor de tudo. Dentro desse convívio vemos o quanto saber dividir e respeitar as diferenças são essenciais para nossa evolução profissional e social. E o que vale muito nessa vida é viajar, mesmo que profissionalmente seja muito rápido sempre fica o interesse de retornar para uma nova experiência e, quem sabe, até desfrutar da presença da família.

Dançando pelo mundo
Dançando pelo mundo
Foto: Ilíada Soriano / Arquivo Pessoal

Lí, adorei contar sua história!!! Que a dança te traga ainda mais boas surpresas e te leve para novos destinos. Que você possa seguir ensinando sua arte e encantando nos palcos mundo afora.

Dançando pelo mundo
Dançando pelo mundo
Foto: Ilíada Soriano / Arquivo Pessoal

Veja também:

Viagem de Família
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade