PUBLICIDADE

Terrorismo nutricional: entenda o que é e como evitar na alimentação

Termo ganhou popularidade nas redes sociais devido a um episódio envolvendo Mayra Cardi; saiba do que se trata

29 ago 2023 - 15h00
(atualizado às 20h42)
Compartilhar
Exibir comentários

Recentemente, a influenciadora digital Maíra Cardi recebeu uma enxurrada de críticas por associar os ingredientes usados em um bolo de chocolate com doenças como infarto, inflamação no intestino, insuficiência hepática e osteoporose. Essa é uma ideia associada ao "terrorismo nutricional". Mas você sabe o que é?

Nutróloga dá dicas para não cair no terrorismo nutricional - Shutterstock
Nutróloga dá dicas para não cair no terrorismo nutricional - Shutterstock
Foto: Alto Astral

O terrorismo nutricional acontece quando se atribui uma carga negativa em excesso para certos alimentos ou grupos nutricionais, apoiando-se na ideia de uma alimentação sem nada que saia de uma dieta extremamente regrada.

No entanto, o ato de demonizar sem embasamento científico certos alimentos ou receitas é perigoso. Segundo a nutróloga Fernanda Cortez, ao contrário do que pode parecer, essa alimentação restrita pode trazer problemas para a saúde. "A restrição alimentar de uma forma exagerada não faz bem para ninguém, lembrando tudo na nossa vida tem que ter um equilíbrio", diz. Afinal, o corpo humano precisa de vários nutrientes diferentes para funcionar, e a falta de algum deles pode ser maléfica.

Além disso, a pressão por refeições "perfeitas" também é um perigo pois também afeta a saúde mental. "O risco que as pessoas correm ao trazer o extremismo alimentar pode afetar a relação emocional das pessoas com a comida. Isso pode levar a comportamentos como a compulsão alimentar", comenta Fernanda.

Nenhum alimento é "vilão"!

Esse é o principal erro de quem comete o terrorismo nutricional. Mesmo que alguns alimentos pareçam menos compatíveis com uma dieta do que outros, nenhum deles é 100% inimigo.

Deixar provar um chocolatinho de vez em quando não é um problema, desde que a alimentação do dia a dia tenha um bom equilíbrio! Conforme explica a nutróloga, é possível comer de tudo em uma dieta saudável, mas sem exageros.

Por isso, fica a dica: o terrorismo nutricional é ruim, tanto consigo quanto com os outros. Dizer que carboidratos, doces ou outro grupo alimentar é completamente ruim, vai criar uma pressão que não apenas desnecessária, como sequer é verdade.

Dicas para evitar o terrorismo nutricional

  • Procure sempre um profissional da área da saúde para ter uma boa orientação e acompanhamento para o seu caso específico;
  • Lembre-se que cada pessoa é diferente da outra. Para mudar algo, é preciso levar em consideração que existem os fatores como idade, sexo, metabolismo, entre outros;
  • Saiba que, para ter saúde a longo prazo, é importante buscar uma alimentação saudável com equilíbrio, com uma variedade de alimentos nutritivos.
Alto Astral
Compartilhar
Publicidade
Publicidade