Restaurações manchadas podem indicar problemas de saliva

Uma saliva viscosa com restos de alimentos pigmentados favorece proliferação de bactérias, formando uma película concentrada sobre o dente

2 ago 2016
08h00
  • separator
  • comentários

Uma saliva equilibrada é líquida, clara e alcalina e tem a função de lubrificar e proteger os tecidos da boca. Porém, quando ela está com a qualidade ou a quantidade reduzida pode provocar cáries, dificuldades de fala e de deglutição, proliferação de fungos e até manchas nas restaurações. Por isso, se seus dentes estão escurecendo, é bom você ficar alerta, pois sua saliva pode estar com problemas!

Através do procedimento de profilaxia dental (polimento dental) o dentista consegue remover as manchas e devolver ao paciente um sorriso agradável
Através do procedimento de profilaxia dental (polimento dental) o dentista consegue remover as manchas e devolver ao paciente um sorriso agradável
Foto: Dmitry Kalinovsky / Shutterstock

Diariamente consumimos substâncias pigmentadas como café, refrigerantes, chás e condimentos que devem se dissolver na saliva. Quando a saliva está escassa, há uma concentração destas substâncias e a autolimpeza da cavidade bucal fica prejudicada.

“Uma saliva viscosa, com restos de alimentos pigmentados e células descamadas da mucosa favorece a proliferação de bactérias, formando uma película concentrada sobre a superfície dental. Esse ambiente desequilibrado é propício para o escurecimento dos tecidos dentais”, diz Ana Elisa da Silva, cirurgiã-dentista, especializada em Periodontia e membro da ABHA (Associação Brasileira de Halitose).

Distúrbio Comum
A diminuição do fluxo salivar é considerada um distúrbio comum na população, é causado por alterações nas glândulas salivares e suas causas podem ser as mais diferentes possíveis.

“Essas alterações podem ser causadas por infecções virais, bacterianas, doenças como diabetes, hipotireoidismo e artrite reumatoide, radioterapia de cabeça e pescoço, efeitos adversos de medicações, presença de cálculos salivares, presença de tumores nas glândulas salivares, entre outros. A diminuição da saliva também está associada frequentemente à desidratação, distúrbios de humor e distúrbios hormonais”, diz a especialista.

Diferença entre as manchas
A grande diferença entre as manchas causadas por problemas salivares e as manchas comuns que aparecem ao longo do tempo, é a rapidez e a frequência com que elas se formam.

“Um paciente com a saliva equilibrada não irá apresentar essa queixa constantemente. Já um com problemas no fluxo salivar irá apresentar restaurações manchadas com maior frequência e em curto espaço de tempo. É importante o profissional ficar atento a esse detalhe, pois as manchas em si, na superfície dental, se apresentam de maneira bastante semelhante em relação a formato e cor”, diz Ana Elisa.

A saliva varia de um paciente para outro em relação à quantidade e qualidade por isso, o especialista no assunto deverá ter um olhar mais crítico sobre essas manchas avaliando especialmente seu volume, viscosidade, coloração e turbidez.

Removendo as manchas
Segundo a especialista, apesar do transtorno, na maioria das vezes é possível remover essas manchas. “Através do procedimento de profilaxia dental (polimento dental) o dentista consegue remover as manchas e devolver ao paciente um sorriso agradável”, diz Ana Elisa.

Já em relação à diminuição do fluxo salivar é importante diagnosticar o motivo que está causando essa alteração, medir o fluxo, prescrever o tratamento adequado e monitorar o paciente.

“O diagnóstico é feito através de um questionário bem detalhado sobre as questões de saúde do paciente, exame físico da cavidade bucal e de exames complementares. O tratamento pode contemplar o estímulo mecânico (silicone e chicletes), gustatório (alimentos cítricos), farmacológico e físico (laser, TENS e acupuntura) das glândulas salivares”, diz Ana Elisa.

Outras medidas como cuidados com a hidratação, adequação da dieta, controle do stress e da glicemia, cessação do fumo, manejo das medicações xerostômicas (que causam redução salivar) e o uso dos lubrificantes orais e da saliva artificial são recursos bastante indicados pelo cirurgião dentista.

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade