Grávidas podem fazer limpeza dos dentes? Esclareça

18 out 2017
11h00
atualizado em 19/7/2018 às 15h38

A gestação é um período mágico e cheio de expectativas na vida de uma mulher, mas que chega acompanhado de muitas dúvidas e inseguranças sobre o que fazer e o que evitar para garantir a saúde do futuro bebê.

Foto: Thinkstock

Uma das dúvidas mais comuns entre as futuras mamães é se podem realizar uma limpeza dental profissional sem colocar em risco a vida do filho, já que o procedimento envolve uma série de etapas e, em alguns casos, produtos são colocados na boca durante o tratamento.

A resposta a essa questão, entretanto, é mais simples do que parece: não só é possível, como em muitos casos é aconselhável se submeter ao procedimento.

De acordo com a Dra. Sandra Kalil, membro do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP ), no Brasil, durante a gravidez as alterações hormonais também afetam a cavidade oral, deixando as gengivas mais suscetíveis a algumas complicações. E isso pode prejudicar não só a mãe, como também o filho:

“Uma infecção bucal é mais prejudicial para mãe e para o bebê do que os riscos do tratamento odontológico em si. Sabe-se que as infecções nas gengivas ou nos dentes da mãe aumentam o risco de aborto, parto prematuro, nascimento de um bebê de baixo peso e até pré-eclâmpsia”, explica a especialista.

Mas, quando o assunto é tratamentos odontológicos na gravidez, também é preciso ter bom senso, alerta Sandra:

“No período da gestação é interessante que o profissional evite tratamentos que possam ser adiados como estéticos, colocação de aparelho ortodôntico, ou qualquer outro procedimento longo e complexo”.

Para saber quais tipos de tratamentos são realmente necessários no seu caso e as melhores formas de cuidar da saúde bucal durante a gestação, o ideal é consultar seu dentista de confiança logo que a gravidez esteja confirmada. 

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade