PUBLICIDADE
Logo do

Higiene Bucal Básica

Você está usando o creme dental errado e nem sabia

Motivadas pelas propagandas de cremes dentais, muitas pessoas acreditam que é necessário usar uma grande quantidade do produto

10 ago 2021 10h00
Publicidade
Foto: Pexels

O creme dental é um grande aliado na luta por uma boa higiene bucal. Criado em 1850 pelo médico e farmacêutico britânico Washington Sheffield Wentworth, a mistura era armazenada em um tubo como os que usamos hoje, porém sem flúor, um elemento-chave para a boa limpeza dos dentes.

O fluoreto começou a fazer parte dos dentifrícios (como são conhecidas as pastas de dente atuais) apenas em 1901. Desde então, os produtos evoluíram para os cremes dentais de hoje, que contêm substâncias para branquear, limpar e combater as bactérias dentárias.

Agora que você já sabe um pouco da origem, a dúvida que fica é: será que você está usando o produto de forma adequada? A resposta talvez seja não. Ao contrário do que muitos pensam, nesse caso, quantidade não é sinônimo de qualidade.

Motivadas pelas propagandas de cremes dentais, muitas pessoas acreditam que é necessário usar uma grande quantidade do produto para que ele tenha efeito.

A quantidade recomendada é de um grão de ervilha. Também é importante ressaltar que a pasta não deve ser abrasiva para não desgastar o esmalte dos dentes.

Outra informação importante é que a escova com pasta dental desgasta mais o esmalte do que a escova sem pasta. Nesse caso, o que mais importa é a escolha certa da escova. O recomendado é que o cabo seja liso, sem a borracha que pode acumular bactérias, com a cabeça arredondada, com mais de cinco mil cerdas do tipo ultramacia.

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade