Mau hálito pode ser causado por mais de 60 fatores

Consultar-se com um especialista é indispensável para combater a halitose

23 mai 2017
08h00
atualizado em 18/7/2017 às 18h17

Capaz de afetar a autoestima e prejudicar o convívio social, o mau hálito é um problema para lá de desagradável que atinge muitas pessoas em todo o mundo. E, por mais que a pessoa mantenha uma boa higienização e faça bochechos demorados diariamente, pode ser que ela não seja capaz de eliminar esse inconveniente sem a ajuda de um profissional.

De acordo com a Comissão de Halitologia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), adotar apenas uma medida de combate à halitose não costuma eliminar o problema completamente. Isso porque existem mais de 60 fatores conhecidos que podem gerar o mau hálito. Entre os principais causadores estão o cigarro, o álcool, alimentos com odor forte ou com enxofre em sua composição e até mesmo o estresse.

A halitose é tema de estudo entre os especialistas desde o início da década de 1990. Novos procedimentos vêm sendo desenvolvidos para combater o mau odor desde então. Em alguns casos, dentistas têm usado o laser como uma alternativa. O objetivo desse tratamento é atingir as glândulas salivares e recuperar a produção normal e higienizadora de saliva.

Foto: Rachata Teyparsit / Shutterstock.com

Mas essa técnica não vale para todos os casos. É necessário ter um diagnóstico preciso, antes de iniciar qualquer tratamento. Por isso, a consulta com um especialista é indispensável. Além disso, é recomendável manter uma boa dieta alimentar, beber bastante líquido durante o dia e praticar a higiene bucal de forma adequada.

Ajuda anônima

De acordo com a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), cerca de 30% da população brasileira apresenta problemas na higiene bucal. Ou seja, a halitose é um problema para lá de comum.

Se você tem um amigo que apresenta mau hálito, mas não tem coragem de tocar no assunto, a ABHA oferece um serviço online voltado para casos extremos. No site da associação é possível encaminhar uma carta ou um e-mail para o seu colega de forma anônima. O objetivo da mensagem é comunicá-lo sobre o problema e ajudá-lo a procurar ajuda profissional, evitando uma exposição maior.

FF

compartilhe

publicidade
publicidade