Dentista ensina saúde bucal para crianças em escolas

14 ago 2014
08h00
atualizado às 10h07

A Turminha do Sorriso nasceu em agosto de 2001 idealizado pela a cirurgiã-dentista Renata Sampaio Centenaro. Hoje, atende cerca de 1500 crianças em 23 unidades escolares diferentes de São Paulo e do ABC paulista. 

Ao longo do ano, Renata oferece aulas de escovação para as crianças e auxilia as professoras
Ao longo do ano, Renata oferece aulas de escovação para as crianças e auxilia as professoras
Foto: matka_Wariatka / Shutterstock

Na escola Águia Dourada, em Santo André, Renata visita os alunos, que vão desde 4 meses a 5 anos de idade, uma vez por mês. “No início do ano, ela faz uma avaliação da saúde bucal e passa para os pais. Aqueles com alguns probleminhas ela já alerta que seria bacana levá-los a um dentista”, disse Andrea Vieira Périco, diretora da escola.  

Como as escolas educam as crianças sobre saúde bucal
Auxiliar a criança na escovação é saída para dentes fortes
Crianças: morder algo duro ajuda a dente de leite a cair
Bruxismo pode acometer até 20% das crianças; saiba tratar


Ao longo do ano, Renata oferece aulas de escovação para as crianças e auxilia as professoras. “Até as meninas do berçário são instruídas sobre como limpar os dentinhos e a gengiva dos bebês logo após a sopinha ou a mamadeira”, disse a diretora.

Na grade de aulas estão, inclusive, as específicas para as crianças aprenderem a passar o fio dental. “Todo mundo acha que a criança será incapaz de usar o fio dental e por isso nunca se propõe a ensiná-la a usá-lo. Claro que uma criança de três anos não o passará tão bem como deveria, mas nessa idade já vai entendo como ele funciona e sua importância para que, com cinco ou seis anos, o utilize da maneira correta”, diz a dentista. 

Na grade de aulas estão, inclusive, as específicas para as crianças aprenderem a passar o fio dental
Na grade de aulas estão, inclusive, as específicas para as crianças aprenderem a passar o fio dental
Foto: Marta Drumond / Divulgação
Usando a imaginação
Para todas as suas aulas, a dentista faz questão de usar uma linguagem apropriada com fantoches e vídeos. “Na aula de alimentos saudáveis montamos uma verdadeira hora do lanche com comidas de todos os tipos, frutas, salgados e doces, para a criança realmente absorver a lição do que faz bem e do que faz mal para os dentes”, disse Renata.

A profissional ainda faz aplicação de flúor a cada seis meses nas crianças com idade a partir de três anos. Tudo com a autorização dos pais, que ainda recebem apostilas feitas pela própria dentista, para auxiliá-los na higiene bucal de seus filhos dentro de casa. 

Festa do copinho
Uma vez por ano, ocorre a “festa do copinho”. O objetivo é incentivar demonstrações as crianças a partir de dois anos a largarem a mamadeira. “Nessa festa contamos com a participação de todos, inclusive das crianças mais velhas que acabam por incentivar as menores. E ainda aproveitamos para fazer a troca de chupetas. A cada chupeta entregue damos um brinquedo para o aluno”, disse Andrea.

O principal objetivo desse evento é tirar a mamadeira noturna da criança. “A mamadeira noturna é a mais nociva de todas, pois ela deixa o leite estagnado na boca aumentando a chances do aparecimento de cárie no bebê. Mas vale ressaltar que nada disso é forçado, tentamos mostrar com exemplos e incentivos o que é melhor para a criança até que ela mesmo opte por abandonar esses hábitos. E isso realmente ocorre porque a criança tende a se identificar com o correto quando bem explicado”, disse Renata. 

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade