Atenção! Estresse de fim de ano pode gerar bruxismo

Estresse pode causar ou piorar o bruxismo, cujos sintomas são acordar com dor de cabeça ou na mandíbula

31 dez 2020
10h00
  • separator
Foto: Pexels

O período de festas é bom para descansar e relaxar, mas também pode ser estressante para muitas pessoas. Seja pelas obrigações sociais, seja pela falsa impressão de felicidade, muita gente pode sentir na pele, ou melhor, nos dentes, os efeitos desta época do ano.

O que muitas pessoas não sabem é que o estresse pode causar ou piorar o bruxismo, cujos sintomas são acordar com dor de cabeça ou na mandíbula. Muitas pessoas apertam e rangem os dentes enquanto dormem, um problema progressivo que pode desgastar e até mesmo amolecer os dentes. Estudos apontam que pacientes com sintomas de bruxismo têm aumento, direto ou indireto, da tensão emocional.

E como lidar com a questão e amenizar os seus efeitos? O acompanhamento psicológico, junto ao tratamento com o dentista, pode ajudar na cura do bruxismo, uma vez que a psicoterapia identifica e trata as dificuldades emocionais associadas ao problema. Para diminuir a tensão, é indicado praticar esportes, ioga e fazer exercícios de relaxamento.

Pessoas com bruxismo têm termômetro psicológico na boca. O ideal é tentar achar suas causas no dia a dia, já que qualquer situação estressante pode piorar o sintoma. E isso inclui as festas de fim de ano.

No consultório do dentista, o método usado para tratar o bruxismo é o encaixe de placas de acrílico na arcada dental, especialmente durante a noite. Estas placas ajudam a distribuir a força muscular em todos os dentes. Por último, o dentista deve fazer um ajuste fino do fechamento da boca através de seus instrumentos odontológicos de corte. Este procedimento é seguro e indolor ao paciente e rapidamente leva a um alívio do sintoma.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade