PUBLICIDADE
AO VIVO
'Paris É Delas' discute machismo, padrões estéticos e o poder das referências femininas

Quem tem pressão alta pode tomar creatina? Entenda os efeitos

Independente da resposta, o ideal é sempre consultar um especialista

4 mar 2024 - 17h01
(atualizado às 18h11)
Compartilhar
Exibir comentários

Creatina deriva do grego κρέας, o que significa carne, e o seu conjunto de aminoácidos traz vários benefícios, como a melhora na recuperação dos músculos, aumento de massa muscular e combate a fadiga. Ainda assim, o consumo desse suplemento gera dúvidas. Por exemplo: é aceito tomar creatina com pressão alta?

Tomar creatina com pressão alta
Tomar creatina com pressão alta
Foto: Shutterstock / Sport Life

Pode tomar creatina com pressão alta

"Em geral, a creatina é considerada segura para indivíduos com pressão alta. Estudos indicam que o uso de creatina não está associado a aumentos significativos na pressão arterial. No entanto, é sempre aconselhável que pessoas com condições médicas pré-existentes, como pressão alta. Consulte um profissional de saúde antes de iniciar qualquer suplementação, o que inclui a creatina", garantiu em entrevista exclusiva para o Sport Life a nutricionista do Hospital São Marcelino Champagnat Marcella Oliveira.

Sendo assim, essa profissional ainda adiantou que a indicação do consumo de creatina para uma pessoa com pressão alta costuma variar de 3 a 5g diárias, o que ainda permite a sugestão de uma fórmula.

"O ideal é utilizar a fórmula 'peso (kg) x 0,07'. Exemplo: uma pessoa que pesa 50 kg necessitará de 3,5g de creatina por dia. Essa dosagem é suficiente para aumentar os estoques de creatina muscular. Essa quantidade pode ser obtida por meio de fontes alimentares, como a carne vermelha. Mas muitos atletas optam por suplementos para garantir uma ingestão consistente", detalhou Marcella.

Existe o "melhor" suplemento para quem tem pressão alta?

Inicialmente, não há o melhor suplemento para um indivíduo com pressão alta já que as respostas variam de pessoas para pessoas. "No pré-treino, escolher alimentos ou suplementos, que oferecem energia sustentada, como carboidratos complexos e proteínas podem ser benéficos. Recomenda-se evitar excessos de cafeína e outros estimulantes", confirmou.

Agora o pós-treino é o momento para priorizar a recuperação muscular, ou seja, apostar na combinação de proteínas e carboidratos para ajudar na síntese proteica e na reposição de glicogênio muscular.

"Além disso, manter-se hidratado é crucial, mas é essencial monitorar o consumo de eletrólitos, especialmente para quem lida com pressão alta. A individualização das recomendações é vital. A orientação de um profissional de saúde é valiosa para adaptar as estratégias às necessidades específicas de cada pessoa", destacou.

O cuidado de suplementos estimulantes para pessoas com pressão alta

"Os suplementos, que contêm substâncias estimulantes, como altas doses de cafeína, que podem afetar a pressão arterial, devem ser consumidos com cautela por pessoas com pressão alta. Além disso, torna-se fundamental evitar suplementos não regulamentados, pois a qualidade e a segurança podem ser questionáveis", concluiu Marcella Oliveira.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade