PUBLICIDADE

Espinhas nas costas: por que surgem, tratamento e como evitar

Assim como o rosto, as costas concentram uma grande quantidade de glândulas sebáceas, sendo suscetíveis ao surgimento de acne. Entenda!

7 fev 2024 - 17h31
Compartilhar
Exibir comentários

As espinhas não são exclusividade do nosso rosto. Na verdade, outras partes do nosso corpo também pode ser afetadas por elas, por exemplo, as costas.

Saiba quais cuidados são fundamentais para evitar espinhas nas costas |
Saiba quais cuidados são fundamentais para evitar espinhas nas costas |
Foto: freepik/ / Boa Forma

" Embora ambas sejam formas de acne, a acne nas costas geralmente apresenta lesões maiores, com cistos e nódulos. Além disso, a pele nas costas é mais espessa e possui glândulas sebáceas maiores, tornando a região propensa à lesões mais inflamadas e mais resistente ao tratamento", explica o Dr. Renato Soriani, dermatologista membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).

Segundo a  Dra. Natália Paiva, dermatologista, "em alguns casos, quando as espinhas ocorrem isoladamente nas costas, pode não existir uma associação de bactérias, como é comum acontecer na face, pois pode haver apenas a inflamação da glândula sebácea".

O QUE CAUSA ESPINHAS NAS COSTAS?

A Dra. Camila Estefan Semeghini Ulson, dermatologista formada pelo Hospital Sírio Líbanes, afirma que os principais fatores responsáveis pelo surgimento de acne nas costas são:

  • Alterações hormonais, como as que se manifestam durante a adolescência;
  • Uso de whey protein;
  • Uso de anabolizantes (testosterona);
  • Polivitamínicos com vitamina B12 na composição;
  • Uso de medicamentos corticoides;
  • Contato com cosméticos oleosos, como alguns hidratantes, protetores solares e cremes capilares;
  • Roupas sintéticas e pesadas, que podem ocluir a região e atrapalhar a respiração da pele;
  • Consumo de produtos com alta concentração de açúcar refinado e farinha branca, como bolos e massas;
  • Excesso de transpiração e fricção no local;
  • Consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras, como pasta de amendoim e castanhas.

"Muitas vezes, um paciente que tem o cabelo muito comprido e oleoso, por exemplo, pode acabar transferindo esse excesso de sebo para as costas, contribuindo para o desenvolvimento da condição", destaca a  Dra. Fernanda Nichelle, médica que atua na área estética.

COMO TRATAR?

O tratamento é determinado de acordo com o grau e a extensão da acne, e sempre deve ser feito sob a orientação de um dermatologista. " Para reduzir o risco de manchas e prevenir cicatrizes, é recomendado não espremer as lesões, procurar um médico o mais rápido possível e caprichar na proteção solar", orienta o Dr. Renato.

O uso tópico de ácidos, como ácido salicílico, adapaleno, peróxido de benzoíla, pode se prescrito, assim como remédios orais, em casos mais graves, conforme diz a Dra. Fernanda. Procedimentos estéticos, entre eles, peelings químicos, luz intensa pulsada e terapia com laser de picossegundos, também podem ser considerados.

"No tratamento oral, usamos antibióticos (tetraciclinas são bem vindas) ou até a isotretinoína ( Roacutan). Porém, devemos associar o tratamento tópico em todos os casos para otimizar o resultado. Sabonetes em barra com ácido salicílico para desinflamar as lesões são úteis, além de géis e cremes compostos por peróxido de benzoíla, ácido glicólico, niacinamida e ácido azelaico. A hidroquinona pode ser usada com moderação em algumas lesões pontuais para clarear as manchas, mas sempre sob orientação e acompanhamento de um profissional de saúde", comenta a Dra. Camila.

COMO EVITAR ESPINHAS NAS COSTAS?

Um dos cuidados fundamentais para prevenir a acne nas costas é higienizar o local adequadamente. De acordo com a Dra. Camila, uma boa ideia é apostar em sabonetes em barra formulados com ácido salicílico para lavar a região.

"Certifique-se também de limpar bem as costas após enxaguar o condicionador do cabelo, para retirar todo o excesso de produto da pele, evitando a obstrução dos poros e a inflamação das glândulas sebáceas", destaca a médica formada pelo Hospital Sírio Libanês

Além disso, os especialistas recomendam utilizar roupas que permitam a evaporação do suor e não sejam tão apertadas e evitar o hábito de tocar a região com as mãos sujas. "Após sair da academia, troque as suas peças por outras limpas e secas. As roupas sujas de transpiração nunca devem ser reutilizadas, em especial para quem já tem predisposição às espinhas", fala a Dra. Natália.

Na hora de escolher um protetor solar para as costas, dê preferência aos que são oil free e em spray. "Não aplique óleos corporais na região, faça uso de polivitamínicos apenas sob orientação médica e não se automedique com corticoides", completa Camila.

"Tome cuidado com o consumo de substâncias anabolizantes e de alimentos que sejam gordurosos ou calóricos, porque também podem estimular o surgimento das espinhas nas costas", conclui Paiva.

PRODUTOS PARA ACNE CORPORAL

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade