PUBLICIDADE

Eleva as pernas para melhorar a circulação? Cuidado para não prejudicar os joelhos

Veja as melhores posições e estratégias para melhorar a circulação sanguínea sem comprometer os joelhos

17 jun 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Getty Images

Elevar as pernas é uma prática comum recomendada por especialistas para melhorar a circulação sanguínea, especialmente após longos períodos de pé ou sentado. No entanto, enquanto essa técnica oferece benefícios para a circulação, surgem preocupações sobre possíveis impactos negativos nos joelhos. 

Em entrevista ao Terra Você, o neuro-ortopedista Luiz Felipe Carvalho conta que a depender de como você vai se acomodar, o simples fato de elevar as pernas pode comprometer a saúde do joelho. 

Algumas posições de elevação e o tempo em que se fica nela, podem fazer tração ligamentar no joelho e muitas vezes não apresentar dor na hora.

De acordo com o especialista, a posição ideal de elevação é deitar de barriga para cima, elevando de 30 cm a 40 cm as pernas em relação à altura da crista ilíaca (osso do quadril), em relação à bacia e com semiflexão dos joelhos.

“Coloca uma almofada um pouquinho maior embaixo dos joelhos pra ele poder relaxar, evitando a hiper extensão e a lateralização dos joelhos”, indica o médico para uma boa execução da semiflexão dos joelhos.

O ortopedista conta que o principal sintoma de que os joelhos estão sendo prejudicados na elevação é a dor. Porém, a prática de exercícios e alongamentos periódicos pode ajudar a prevenir e até mesmo afastar as dores na região. 

Foto: Getty Images

“Se eu fizer um bom alongamento antes de elevar as pernas e, claro, se eu tiver quantidade de musculatura maior, eu vou conseguir proteger mais as minhas articulações. Se eu fizer exercícios físicos regulares, eu vou ter menos problemas quando eu precisar elevar as pernas”, exemplifica o profissional.

Quanto a pessoas idosas e com problemas específicos nos joelhos, como artrite ou lesões anteriores, é preciso ter maior atenção ao elevar as pernas, principalmente quanto à posição em que elas vão ficar. 

“Se deixar a perna lateralizada, vai fazer tração do ligamento colateral e vai resultar em dor. A melhor posição que vai se acomodar melhor é a posição de semiflexão dos joelhos, para evitar que eles fiquem retos”, indica o médico.

Em conversa com o Terra Você, o médico ortopedista Matheus Jacques alerta que ficar muito tempo sentado com as pernas para baixo e joelhos flexionados, como em uma viagem ou no cinema, além de inchaço nas pernas também pode provocar dores nos joelhos em alguns pacientes que têm tendinite patelar ou desgaste da cartilagem patelar. 

Em relação à circulação, além da elevação, o especialista recomenda realizar a movimentação do pé e tornozelo para cima e para baixo ou em círculos, para ativar a musculatura da panturrilha e bombear o sangue de volta para cima. 

“Essa ativação da bomba muscular da panturrilha é importante. O simples ato de andar e se movimentar, também faz com que o paciente ative a circulação”, conclui o profissional.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade