PUBLICIDADE

Bahia denuncia invasão de deputado a hospital de covid-19

Deputado estadual Capitão Alden (PSL) confirma 'visita surpresa' para vistoriar condições e diz que fará o mesmo em outros dez hospitais. Secretaria da Saúde proíbe visitas às unidades

17 jun 2020 18h33
| atualizado às 18h50
ver comentários
Publicidade
Leito do Hospital Riverside, em Lauro de Freitas, na Grande Salvador,
Leito do Hospital Riverside, em Lauro de Freitas, na Grande Salvador,
Foto: Divulgação/Governo da Bahia / Estadão Conteúdo

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) tentou invadir, na manhã desta quarta-feira, 17, leitos do Hospital Riverside, em Lauro de Freitas, na Grande Salvador, onde estão internados pacientes com covid-19. O caso foi denunciado pela Secretaria de Saúde da Bahia. O parlamentar confirmou a "visita surpresa", disse que tinha intenção de vistoriar as condições na unidade — da ocupação à quantidade de equipamentos — e afirmou que fará o mesmo em outros dez hospitais. A invasão, no entanto, ele nega.

O parlamentar chegou ao hospital, com 110 leitos, acompanhado de um segurança e um cinegrafista, por volta das 9h30. No hall de entrada, funcionários impediram que ele fosse até os leitos. Quando estiveram na unidade hospitalar, porém, o segurança do parlamentar posicionou-se na porta de um dos quartos, onde estava uma paciente nua, enquanto tomava banho no leito, conforme a secretaria. A Polícia Militar foi acionada, após o deputado ameaçar dar voz de prisão a profissionais do hospital. Um boletim de ocorrência foi aberto.

O deputado, que visitou o Hospital Arena Fonte Nova, em Salvador, antes da inauguração, no dia 25 de maio, chegou a dizer que Villas Boas concordou com as novas visitas. "Não permitimos visitas às unidades Covid-19, nem de familiares", negou a Sesab, por meio de nota. O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu que Ministérios Públicos Estaduais investiguem casos de invasões a hospitais e ofensas a profissionais de saúde.

Estadão
Publicidade
Publicidade