0

SPFW começa com street e ativismo ambiental na volta da Ellus

14 out 2019
13h45
atualizado às 14h15
  • separator
  • 0
  • comentários

A 48ª edição do SPFW começou na noite de domingo, na praça Antonio Prado, ao lado do Farol Santander, no Centro Histórico de São Paulo, com desfile manifesto da Ellus, em sua volta ao evento de moda, após dois anos. Um apelo à preservação ambiental, com direito a barris de reciclagem e placas de manifestação no final do desfile, que ocorreu na rua, entre arranha-céus históricos, mesas colocadas entre os coretos da praça e camarote vip no restaurante Salve Jorge.

Lucas Lucco no desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Lucas Lucco no desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Na passarela, a grife voltou às suas origens, com moda utilitária, duradoura e cheia de atitude streetwear, levada por alguns modelos famosos, como Lucas Lucco, Bruno Monteleone (ex-namorado de Sasha) e Matheus Verdelho. Cintia Dicker, Daiane Conterato e Angelica Erthal também pisaram nas pedras revestem o piso da praça.

Bruno Monteleone, Lucas Lucco e Matheus Verdelho no desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Bruno Monteleone, Lucas Lucco e Matheus Verdelho no desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Jeans em jaquetas e calças, estampas em preto e branco do surfe, esporte que tem invadido as tendências de moda jovem, e camuflado misturado a pontos de laranja, tom escolhida para iluminar os looks, como já visto em outras grifes internacionais.

Daiane Conterato, Angelica Erthal e Contia Dicker na Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Daiane Conterato, Angelica Erthal e Contia Dicker na Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

O masculino e o feminino de misturam entre a propostas da Ellus para o inverno 2020, com peças utilitárias e de alfaiataria, ao lado de corpetes, cintos e fitas caídas, que enfeitam as roupas.

Foto: Elas no Tapete Vermelho

A camisa branca ganha novas versões, ao lado de peças com estampas em cinza, cor que pontuou a coleção também nas camisetas surfwear e nas bermudas utilitárias.

Desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Tecidos corta-vento em parkas, tops e calças tipo cargo, com apelo utilitários, além de colares em forma de correntes com pingentes de cadeado e luvas laranja, numa alusão aos looks workwear permearam a coleção.

Desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Desfile Ellus (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

O ativismo ambiental da Ellus vem ainda com ações como a união com o projeto social Route, de Simão Filipe, que desde 2011, tem como objetivo a preservação do meio ambiente por meio da limpeza de praias e áreas públicas. A marca também fez parceria com o Guaraná Antarctica, em projeto a ser revelado em novembro, em prol da Amazônia.

SPFW48

O evento de moda que termina na sexta (18) contará com apenas 26 desfiles, contra 35 da última edição, marcada pela morte do modelo Tales Cotta, que teve mal súbito na passarela da grife Ocksa. Não desfilarão nesta edição nomes como Ronaldo Fraga e Amir Slama. Flavia Aranha, um dos nomes ligados ao upcycling, de moda sustentável, também não se apresentartá. Entre as novidades, estrearão o baiano Isaac Silva e Angela Brito, de Cabo Verde. O primeiro trará a coleção "Acredite no seu Axé", co todas as peças brancas. O DNA da grife de Angela Brito é o minimalismo em modelagens elaboradas, mas que parecem simples.

A direção do evento resolveu voltar ao Parque do Ibirapuera, Pavilhão das Culturas Brasileiras, após duas edições na Arca, espaço na Vila Leopoldina, em meio a ruas degradadas com a presença de usuários de crack e moradores de rua nas imediações. Alguns dos desfiles acontecerão em outros locais de São Paulo, como a Bobstore, que abre o segundo dia de desfile nesta terça-feira (15), na Pinacoteca, às 9h30. Com a redução do número de grifes, os desfiles acontecerão em quatro dias, al[em da abertura de domingo

Projeto Estufa

Dos 26 desfiles da temporada, seis fazem parte do projeto Estufa, que está na terceira edição e é estruturado em três pilares: inovação e tecnologia, comportamento e criatividade, todos permeados pelo olhar da sustentabilidade. Iniciativa do SPFW para discutir Futuros, o projeto terá 3 dias de programação com desfiles, masterclasses, talks, workshops e exposição aberta ao publico mediante compra de ingressos, que custam R$ 150 (meia entrada), R$ 300 e R$ 210, (cliente Santande, patrocinador do evento). A compra de ingressos da direito à totalidade da programação e a 1 convite para desfile.

Line up ddos desfiles

15/10 TERÇA

09h30 - Bobstore

12h15 - Reinaldo Lourenço

15h Korshi - Projeto Estufa

15h15 AO - Projeto Estufa

17h - Fabiana Milazzo

19h - Lilly Sarti

21h - Modem

16/10 QUARTA

13h - Patbo

14h - Victor Hugo Mattos - Projeto Estufa

14h15 - Mipinta - Projeto Estufa

16h  - Beira

18h - Angela Brito

20h - Cavalera

17/10 QUINTA

12h -Gloria Coelho

14h -Aluf Projeto - Estufa

14h15 -Lucas Leão - Projeto Estufa

16h - João Pimenta

18h - Fernanda Yamamoto

19h30 - Lino Villaventura

21h - Amapô

18/10 SEXTA

12h - Another Place

14h - Apartamento 03

17h - Isaac Silva

19h - Neriage

21h - Handred

Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade