1 evento ao vivo

Sabrina Sato cria regras para visita à recém-nascida: veja recomendações de pediatra

Pensando na segurança da bebê, a apresentadora criou listinha com regras a serem seguidas por quem visitar sua filha

5 dez 2018
12h23
  • separator
  • comentários

Sabrina Sato, apresentadora de 37 anos, deu luz a sua primeira filha, Zoe, na última quinta-feira (29). Pensando que a menina receberá diversas visitas, Sabrina criou uma lista de recomendações, que devem ser seguidas por quem quiser conhecer seu bebê. Uma delas é de que as pessoas não beijem a menina.

Foto (Manuela Scarpa/Brazil News)
Foto (Manuela Scarpa/Brazil News)
Foto: Getty Images / Minha Vida

As regras também pedem que os visitantes usem protetores de sapato, utilizem máscara facial e evitem o uso de perfumes por conta da sensibilidade do nariz da bebê. Lavar mãos e braços com álcool em gel e não tocar as mãozinhas de Zoe também é necessário, para que a pequena não entre em contato com bactérias que possam prejudicar sua saúde.

As visitas devem ter duração de até 20 minutos, visando o descanso dos pais. Não fumar, tossir, espirrar ou acordar a bebê se estiver dormindo também são requisitos para uma interação tranquila.

Essas recomendações são necessárias?

Quando os bebês nascem, eles ainda não têm um sistema imunológico tão desenvolvido. Portanto, o contato direto com outras pessoas deve ser evitado, já que este pode trazer bactérias e doenças aos pequenos, colocando a saúde do seu filho em risco.

Segundo Benjamin Roitman, pediatra e Diretor da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul, é importante ter cautelas tanto na maternidade, quanto em casa, quando o número de visitas ao bebê tende a aumentar.

Pensando nisso, ele recomendou alguns comportamentos que você não pode ter ao conhecer um recém-nascido:

1 - Ficar muito tempo na maternidade

O médico recomenda que as visitas à maternidade sejam de, no máximo, 15 minutos. Isso é importante sob dois aspectos: a saúde do bebê e o bem-estar da mãe. A criança que acabou de nascer é frágil do ponto de vista imunológico. Enquanto isso, a mãe que deu à luz está passando por um momento delicado, que geralmente envolve dor, dificuldade para caminhar e noites em claro.

2 - Visitar durante (e logo após) infecções virais

Se você está com o nariz escorrendo, tosse ou qualquer outro sintoma de infecção viral, não visite um recém-nascido. O recomendado é esperar uma semana após o desaparecimento dos sinais para entrar em contato com o bebê. A única exceção são os pais, que nunca devem ser separados do filho. Nesse caso, basta usar uma máscara descartável e lavar bem as mãos. Essas infecções nunca passam pelo leite materno.

3 - Passar de colo em colo

Com o passar dos dias, o bebê vai fortalecendo seu sistema imunológico, em um processo que é intenso até os dois anos. Por isso, já em casa, é comum que as visitas sintam mais liberdade para pegar a criança. De acordo com o pediatra, o bebê não deve ficar passando de colo em colo.

O comportamento pode aumentar o número de infecções a que o bebê é exposto e, além disso, ocasiona estresse. "Agitar a criança durante o dia significa um sono agitado durante a noite", explica Benjamin. O ideal é que a criança fique em um cômodo diferente das visitas, onde elas entram apenas na hora de conhecê-la.

Para ler outras recomendações do pediatra e entender melhor as regras de Sabrina Sato, clique aqui.

Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade