PUBLICIDADE

Frutas ajudam a emagrecer e ganhar massa muscular; saiba como

É mais um tópico abordado com intuito de desvendar os mitos

12 nov 2023 - 19h01
(atualizado em 13/11/2023 às 19h37)
Compartilhar
Exibir comentários

O esporte é a "ferramenta" para mudança de vida, ou seja, gera benefícios tanto para os atletas profissionais e amadores. Estudos, análises e conceitos que servem para deixar um sujeito a par daquilo que faz diariamente. Ainda assim, as dúvidas surgem instantaneamente. Por exemplo: quais são as frutas indispensáveis para o bom rendimento no esporte?

Frutas - Shutterstock
Frutas - Shutterstock
Foto: Sport Life

Respostas

"O ideal são frutas ricas em carboidratos simples para o pré-treino imediato, pois eles fornecem energia rapidamente para o treino que está por vir. Quanto ao pós-treino, o ideal é ter uma alimentação mais completa, que contém alimentos de fonte de carboidratos simples e proteínas para auxiliar no processo de reparação muscular", disse a nutricionista do Hospital Universitário Cajuru, de Curitiba, Daniele Souza em entrevista exclusiva para o Sport Life.

"No pré-treino imediato, alimentos fontes de carboidrato simples oferecem uma disponibilidade rápida de glicose, utilizada desde o início do treino. Alguns exemplos são frutas como banana, maçã, uva, laranja e pêssego", complementou a profissional.

Isotônico natural como alternativa

Quem pode complementar essa alimentação com término do seu exercício físico é o isotônico natural, bebida rica em carboidratos e sais minerais que atua como forma de reposição da energia gasta na atividade.

"Isotônicos naturais ajudarão muito na recuperação desse organismo. Fornece água e nutrientes para prevenção de perda de massa magra, desidratação, câimbras e queda da imunidade. Muitos nutrientes são necessários nesses processos, mas podemos destacar os carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas A, C, D e E, zinco, cobre, cálcio e ferro", falou Souza.

Acréscimos sobre refeição "longa" e hidratação

Questionada sobre algum tipo de proibição na hora de se alimentar, Daniele negou que exista veto e reforçou que em determinado momento um tipo de alimento pode "brilhar". Então, até três horas antes do "play" pode comer carboidratos complexos e fibras, como batata doce, inhame e cereais integrais. Também proteínas e lipídios para que a boa "reserva" de glicose seja utilizada ao longo do treinamento.

Engana-se quem pensou que as recomendações se encerraram até o parágrafo anterior, ou seja, outro ponto importante é a hidratação. Pouco importa se você faz esporte de praia, corrida, beber água é importante.

"Não adianta nada ter uma alimentação super completa e estar desidratado. A água é fundamental para todas as funções do nosso organismo e deve ser consumida em abundância pelo menos 35ml para cada kg de peso da pessoa", destacou Daniele.

Palavra final

"Vale ressaltar que o acompanhamento junto a um nutricionista é imprescindível para o alcance de bons resultados não apenas na prática de atividades físicas, mas também para uma vida mais saudável. Apenas o profissional nutricionista é habilitado para prescrever dietas", concluiu a especialista.

Dado

O consumo de frutas é assunto de utilidade pública. A PNS (Pesquisa Nacional de Saúde) publicada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2020 acusou que em 2019 apenas 13% dos brasileiros comem frutas e hortaliças de modo adequado.

Essa edição da PNS se baseou que a ingestão ideal tanto de hortaliças quanto de frutas é de pelo menos 25 vezes por semana que há o consumo mínimo de cinco frutas e outras cinco hortaliças por semana.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Publicidade