PUBLICIDADE

Você sabia que abóbora não é um legume? Entenda

Veja também quais são os benefícios e como utilizá-la na cozinha

7 nov 2023 - 11h56
(atualizado às 11h58)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: YelenaYemchuk / iStock

Você sabia que a abóbora não é um legume como muitos pensam, mas sim um fruto? Apesar de não parecer, ele faz parte da mesma família da melancia e do melão. Vamos explorar essa curiosidade e também descobrir quais os benefícios da abóbora para a saúde e como utilizá-la. 

Muitas vezes, a abóbora é erroneamente categorizada como um legume devido ao seu uso predominante em pratos salgados e à sua textura firme. No entanto, de acordo com a explicação fornecida pelo CEAGESP (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), a abóbora é, na verdade, um fruto que pertence à família das Cucurbitáceas.

Essa família agrupa diversos membros conhecidos, como a melancia, o melão, o chuchu e o pepino. A abóbora, originária do México e do sul dos Estados Unidos, desempenhou um papel crucial na alimentação de civilizações antigas, adicionando um toque de sabor e nutrição aos pratos.

Ao mergulhar na história, descobrimos que a abóbora era um alimento essencial para os maias, astecas e incas. Sua presença nas mesas dessas civilizações não apenas destacava seu valor culinário, mas também revelava sua importância cultural e simbólica. Esses povos antigos não apenas utilizavam a abóbora como alimento, mas também aproveitavam suas sementes e fibras para diversos fins.

Por que o efeito energético do café não funciona para todo mundo? Por que o efeito energético do café não funciona para todo mundo?

Benefícios nutricionais

Além de sua riqueza histórica, a abóbora também oferece benefícios nutricionais significativos. Rica em vitaminas, minerais e antioxidantes, ela contribui para uma dieta equilibrada e saudável. Seu sabor suave e textura cremosa a tornam um ingrediente versátil em pratos doces e salgados, desde sopas até sobremesas.

Como escolher e conservar

Ao selecionar abóboras, dê preferência às de tamanho pequeno ou médio, evitando as maiores, que geralmente têm uma polpa mais oca. Opte por aquelas que têm um peso proporcional ao tamanho, indicando uma polpa mais abundante no seu interior.

Evite abóboras com amassados ou cortes. Mesmo que aparentemente resistentes, manuseie-as com cuidado, pois danos na casca podem acelerar o processo de deterioração, mesmo que não sejam visíveis.

Você pode encontrar abóboras frescas ou já descascadas, cortadas e embaladas. Certifique-se de que produtos embalados estejam refrigerados, que a embalagem esteja intacta e que a abóbora não apresente danos.

Uma abóbora inteira pode ser armazenada em local fresco e seco, mas se já estiver cortada, o ideal é guardá-la na geladeira. Para conservar por mais tempo, é possível congelá-la, especialmente se planeja utilizá-la em sopas. Corte a abóbora em cubos ou fatias, faça um branqueamento em água fervente por 3 minutos, acondicione em um saco plástico e leve ao congelador.

Modos de uso

Como dissemos anteriormente, a abóbora é um alimento extremamente versátil, adequado para uma variedade de preparações, como cozidos, refogados, sopas, purês, bolos, pudins e doces.

As sementes, ricas em nutrientes, podem ser torradas e consumidas como um aperitivo delicioso. Para prepará-las, lave bem, seque em um pano limpo ou papel absorvente e asse em forno quente por cerca de 40 minutos, mexendo ocasionalmente para garantir que fiquem torradas uniformemente. Além desta receita, muitas outras podem ser feitas utilizando as sementes e a polpa da abóbora, o sabor vai te surpreender.

3 benefícios da rúcula:
Redação Degusta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade