PUBLICIDADE

Casamento da Juma teve Churrasco Pantaneiro: como fazer em casa

Aprenda como fazer o Churrasco Pantaneiro que apareceu na novela Pantanal esta semana

22 jul 2022 - 14h12
(atualizado às 20h34)
Ver comentários
Publicidade
E como um bom evento pantaneiro, não dá para faltar uma roda de viola, né? | Créditos: Globo / João Miguel Júnior
E como um bom evento pantaneiro, não dá para faltar uma roda de viola, né? | Créditos: Globo / João Miguel Júnior
Foto: Guia da Cozinha

Quem aí também não perde um episódio de "Pantanal"? O remake da novela tem feito o maior sucesso, não só com a geração que acompanhou a primeira versão, como também com o público mais jovem interessado na trama. Por isso, muito do que acontece ao longo dos episódios acaba influenciando na moda e agora também na culinária. Nesta semana, por exemplo, aconteceu o tão aguardado casamento de Juma e Jove, e, diferentemente dos tradicionais, em que é servido comida de buffet, na cerimônia do casal foi servido o famoso "Churrasco Pantaneiro".

Para quem não conhece, essa versão de churrasco feita principalmente na região Centro-Oeste do Brasil é muito influenciada pela cultura indígena. Ou seja, em seu preparo há elementos como a mandioca, que transmitem toda essa ancestralidade envolvida na vivência local.

Além disso, o churrasco pantaneiro também possui uma preparação diferente: ele é feito em um buraco no chão e também tem o acompanhamento de vinagrete e da mandioca. E para quem ficou com vontade de se aventurar a fazer essa versão, vale lembrar que é necessário também fazer o churrasco pantaneiro em um lugar aberto, tudo bem?

Apesar de bem trabalhoso, essa refeição tem um sabor inconfundível! Não à toa que o casamento de Juma e Jove foi um verdadeiro sucesso!

Agora, se você também faz parte do time de pessoas que ficou com água na boca após assistir à novela, mas não quer deixar passar a ideia de preparar um churrasco, continue a leitura. Separamos algumas dicas importantes para você que quer preparar esse churrasco em casa e economizar no preparo.

E como um bom evento pantaneiro, não dá para faltar uma roda de viola, né? | Créditos: Globo / João Miguel Júnior
E como um bom evento pantaneiro, não dá para faltar uma roda de viola, né? | Créditos: Globo / João Miguel Júnior
Foto: Guia da Cozinha

Cortes bovinos econômicos:

Quem acompanha "Pantanal" já deve ter percebido que os churrascos sempre são regados de carne bovina, né? Afinal de contas, Zé Leôncio é dono de muitas cabeças de gado, então essa é uma opção que não falta por lá.

Contudo, voltando para a vida real, a carne bovina é algo que vem fazendo falta na mesa dos brasileiros. Desde a pandemia, o preço de diversos cortes ficaram bem caros, dificultando aquele churrasquinho sagrado dos finais de semana.

Para Nilson Neto, que é um profissional experiente na arte do churrasco, abandonar essa prática não é uma opção. Ele explica que quando se fala de carnes de churrasco, logo se associa à picanha e outros cortes mais nobres.

Entretanto, não necessariamente só cortes mais caros são os melhores, tudo é uma questão de preparo. Por isso, o mestre em churrasco fez uma lista com cortes bovinos que ficam deliciosos e que e vão te ajudar a economizar no seu churrasco.

Churrasco à moda pantaneira do casamento de Jove e Juma | Créditos: Globo / João Miguel Júnior
Churrasco à moda pantaneira do casamento de Jove e Juma | Créditos: Globo / João Miguel Júnior
Foto: Guia da Cozinha

Ponta de peito:

Pedaço que fica na parte dianteira do boi. A ponta de peito possui uma textura mais firme, mas não deixa de ser um ótimo corte para churrasco. Para garantir uma maciez, grelhe por várias horas na parte superior da grelha.

Uma boa opção é embalar no papel celofane, que simula um processo de cozimento em panela de pressão por cerca de duas horas e longe do fogo, garantindo, assim, sabor e maciez.

Se ao desembalar do celofane a carne ainda não estiver douradinha, retire o papel e a coloque de volta ao fogo só para finalizar.

Miolo de Acém:

Corte muito saboroso e com uma boa quantidade de gordura, garantindo muita suculência. Nilson explica que essa é uma carne de cocção rápida, ou seja, o ideal é manter em fogo alto até atingir o ponto desejado.

Uma curiosidade é que o corte denver steak, que tem ganhado grande popularidade, é parte do miolo de acém. Ele tem grande marmoreio e suculência, sendo a "parte nobre".

Maminha:

Localizada na parte inferior da alcatra e apresenta uma capa de gordura fina e macia, por isso, o ideal é ser preservada no preparo. "Uma sugestão é selar a peça inteira, diretamente na grelha, sob calor intenso ou também cortar em steaks e fazer no espeto, como fazemos a própria picanha. Fica deliciosa!", afirma o especialista.

Paleta:

Outro corte que certamente agrada aos amantes de carne, inclusive o shoulder steak é proveniente dessa parte. "Recomendo um fogo forte, a cocção da carne é rápida na grelha. O corte tem uma membrana no meio e muitos recomendam tirar, porém, eu costumo não fazer a retirada, com o fogo ela fica mole e imperceptível na textura", diz Nilson Neto.

Cupim:

Parte do dianteiro do boi, essa é uma carne com bastante gordura entremeada, o que garante um sabor único. O profissional do churrasco ainda dá dicas: "minha maneira favorita de fazer cupim na churrasqueira é fazendo beefs bem fininhos e temperado com sal. Em minha opinião, não é necessário manteiga, uma vez que a quantidade de gordura natural já garante bastante sabor e maciez".

Outras dicas para economizar no churrasco:

Nilson ainda garante que essas são apenas as opções bovinas. "Frango e linguiça também fazem sucesso com a galera, portanto, vale não os excluir". Vale apostar também nos acompanhamentos, viu? No churrasco pantaneiro, por exemplo, as carnes são acompanhadas de mandioca. Então, não se esqueça dessas deliciosas opções

Fonte: Nilson Neto, profissional com mais de 40 anos de experiência de churrasco e líder do projeto Churrasco Vip.

Guia da Cozinha
Publicidade
Publicidade