PUBLICIDADE

Tire esses 11 alimentos da dieta e recupere a sua disposição durante o dia

Conhecidos como "ladrões de energia", esses alimentos não só baixam a disposição, como também causam dores de cabeça e afetam a saúde digestiva

7 jun 2024 - 14h15
(atualizado às 18h51)
Compartilhar
Exibir comentários
Alexandr Muşuc/GettyImages
Alexandr Muşuc/GettyImages
Foto: Minha Vida

Já se sentiu cansado e sem muita disposição mesmo se alimentando durante todo o dia, sem pular nenhuma refeição? Isso pode ser sinal de que você está consumindo alimentos conhecidos como "ladrões de energia". 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, nem toda comida é eficiente quando se trata de reposição de energia no corpo. Leticia Canelada, nutricionista do Instituto Nutrindo Ideais, explica que alimentos processados e pobres em nutrientes, além de não proporcionarem uma nutrição adequada, podem afetar negativamente a geração de energia e a disposição.

Leia também: Por que você deveria estar escolhendo as frutas mais feias do hortifruti

11 alimentos que prejudicam a disposição durante o dia

Para manter altos níveis de energia durante o dia, Leticia Canelada recomenda que se evite consumir alimentos como:

  1. Bolos
  2. Biscoitos
  3. Cafeína
  4. Refrigerantes
  5. Doces
  6. Massas refinadas
  7. Fast foods
  8. Margarina
  9. Bebidas alcoólicas
  10. Salgadinhos
  11. Temperos prontos que contenham glutamato monossódico (MSG)

"Se você tem intolerância à lactose, sensibilidade não celíaca ao glúten e/ou sensibilidade à caseína A1, também é ideal evitar leite, queijos brancos, iogurtes, alimentos feitos com farinha de trigo e quaisquer produtos derivados do leite de vaca', orienta a nutricionista. 

...

Veja mais

Veja também

Fadiga: o que é, tipos, causas e como tratar a exaustão

Ops! 7 sinais que o seu corpo dá de que você anda comendo açúcar demais

Já sentiu a sensação de nunca descansar o suficiente? Médica revela principais causas desse cansaço sem fim

Tratamentos para a dengue: o que fazer quando dá positivo?

Gordura no fígado: sintomas do grau 1, grau 2 e grau 3

Minha Vida
Compartilhar
Publicidade
Publicidade