PUBLICIDADE

Maternidade deixou Viih Tube chorona? Saiba o que explica

Grávidas e mães de recém-nascidos passam por um turbilhão de emoções com as alterações hormonais: é o puerpério

27 abr 2023 - 13h52
(atualizado às 13h52)
Compartilhar
Exibir comentários
Registro de Viih Tube ainda grávida
Registro de Viih Tube ainda grávida
Foto: Reprodução/ Instagram @viihtube

A emoção de Viih Tube ao ver a tatuagem que o marido, o ex-BBB Eliezer, fez para homenagear ela e a filha recém-nascida dos dois chamou atenção. O registro do momento fez usuários das redes sociais comentarem o quanto a influenciadora tem chorado desde que se tornou mãe.

O que é o puerpério?

O que eles não levaram em conta é que todo esse choro é consequência das alterações hormonais que toda mulher passa após gerar uma vida. “Há um conjunto de razões para as gestantes ficarem mais emotivas, e o aumento do hormônio progesterona nesse período é um deles”, inicia a ginecologista e obstetra Juliana Schablatura Vera, que trabalha com foco em pré-natal e assistência humanizada ao parto e nascimento, em entrevista ao Terra

“Associado a isso, há também a ansiedade sobre a saúde do bebê, principalmente em gestações de risco, e sobre as expectativas do dia do parto e todas as mudanças que esse novo bebê trará para a família. O cansaço, as mudanças físicas no corpo da gestante e a pressão social em torno da ‘maternidade perfeita’ também podem deixar as gestantes e puérperas mais vulneráveis”, acrescenta.

Como a profissional explica, essa oscilação de humor tem origem multifatorial, mas os hormônios têm grande contribuição. Segundo Juliana, 40% das puérperas podem desenvolver o quadro de Blues Puerperal, que começa dois ou três dias após o parto e consiste em leves sintomas depressivos que podem desencadear um quadro de depressão pós-parto.

Viih Tube também enfrentou o baby blues. Em diálogo com os seguidores, ela costuma dividir suas impressões da maternidade e disse que sentiu muito medo logo que deu à luz a pequena Lua. A menina, primeira filha da influenciadora, nasceu no último dia 9 de abril.

Vínculo entre mãe e bebê

Outro hormônio que contribui para a montanha-russa de emoções na vida das novas mães é a ocitocina. Apelidada de "hormônio do amor", a substância tem relação direta com a inconstância do período. 

“Ela é produzida também numa alta escala pra mulher conseguir amamentar e isso traz também sentimentos de intensidade emocional, irritabilidade e raiva. Ela fica muito sensível em decorrência disso pra conseguir fortalecer o vínculo entre mãe e bebê”, explica a psicóloga Larissa Fonseca, especialista em ansiedade, crise de pânico e burnout.

Como a rede de apoio deve ajudar?

Parceiros, parceiras e pessoas que façam parte da rede de apoio da puérpera ajudam quando compreendem essas flutuações de humor. A recomendação para tornar o ambiente mais agradável para a mulher é criar condições para que ela relaxe, descanse e, como sugere a psicóloga, “desligue um pouco o modo mãe e ative o modo mulher”.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade