PUBLICIDADE

Dicas pra mulher 50+ se proteger de golpe em app de relacionamento

Conheça o grupo Bruxas do Match, que ajuda mulheres a se protegerem desse tipo de golpe

24 jun 2023 - 06h30
Compartilhar
Exibir comentários
Dicas pra mulher 50+ se proteger de golpe em app de relacionamento:

Os golpes em aplicativos de relacionamento têm se tornado uma preocupação crescente, especialmente para as mulheres. Dados alarmantes revelam que uma proporção significativa de mulheres tem sido vítima desses golpes, destacando a importância da conscientização e prevenção nesse cenário.

De acordo com um estudo realizado em 2022 pelo Instituto de Pesquisa Hibou, aproximadamente 4 em cada 10 mulheres já foram impactadas por golpes em aplicativos de relacionamento. O levantamento, baseado em respostas de mais de 1200 mulheres brasileiras, revela a urgência em abordar esse problema crescente.

"O medo de cair em golpes é uma das principais preocupações das mulheres ao criar um perfil em aplicativos de relacionamento, mas é possível utilizar essas tecnologias com segurança e conhecer pessoas interessantes. O primeiro passo é estar emocionalmente bem, sem sentir carência. A carência e a baixa autoestima são fatores que tornam as mulheres mais vulneráveis a golpes e manipulações com promessas vazias", afirma Maria Helena, do grupo Bruxas do Match

O grupo tem uma preocupação especial com mulheres acima de 50 anos, que muitas vezes enfrentam desafios adicionais ao entrar nesse universo.

“As mulheres precisam peceber que elas podem, sim, começar a usar os aplicativos de relacionamento para conhecerem homens legais e gentis. Ouço muitas histórias de mulheres que estão tristes com a vida porque estão solteiras e que se sentem muito sozinhas”, destaca Maria Helena.

O que é o grupo Bruxas do Match?

A iniciativa visa ajudar mulheres a navegarem com confiança e segurança nesses ambientes virtuais. A gaúcha Maria Helena, de 66 anos, fundadora do projeto, tem experiência em perícia criminal e desenvolveu estratégias para identificar inconsistências nos perfis masculinos, oferecendo conhecimentos e informações valiosas para evitar golpes.

“Sempre fui uma pessoa extremamente detalhista, e meus estudos em perícia criminal me permitiram compreender a mensagem transmitida pelos detalhes. Quando comecei a usar aplicativos de relacionamento, observei minuciosamente as fotos dos perfis masculinos e identifiquei contradições”, revela.

Mas como tudo começou? Após um período de luto e reflexão, Maria Helena decidiu explorar novas amizades e iniciar conversas com homens descompromissados nos aplicativos de relacionamento. Com o apoio de uma terapeuta, ela encontrou a confiança necessária para marcar encontros pessoais.

Dois anos se passaram, e ela percebeu que muitas mulheres sentem receio de adentrar nesse universo virtual devido ao medo de golpes e decepções. Foi assim que ela decidiu criar o Bruxas do Match.

“O nome 'Bruxas do Match' carrega um significado profundo. Representa a jornada das mulheres em superar obstáculos e buscar um relacionamento autêntico consigo mesma. A palavra 'bruxa' simboliza o processo de amadurecimento e transformação, no qual cada mulher tem seu próprio tempo para florescer e romper as limitações impostas pela sociedade. E 'match' refere-se à formação de pares nos aplicativos de relacionamento”, explica.

Quebrando barreiras

Superar essas crenças limitantes pode ser desafiador, especialmente quando se trata da sexualidade e dos relacionamentos da mulher madura. 

“Vivemos um momento em nossa sociedade no qual há mais possibilidade de falar abertamente sobre essas questões de relacionamento e sexualidade. Há 40 anos, falar sobre isso era algo impensável. Eu me casei com meu melhor amigo e o amor da minha vida aos 25 anos. Eu era virgem e tive um casamento maravilhoso. Nós nos dávamos muito bem em todos os âmbitos”, explica.

Foto: Adobe Stock / Montagem Homework

Com a morte do marido e após o processo de luto, ela decidiu conhecer um novo universo, cheio de possibilidades, com a ajuda da terapia. 

“Para entender meus sentimentos e as situações que eu iria vivenciar no aplicativo, busquei ajuda de uma terapeuta para me acompanhar e me auxiliar com o que estava acontecendo. Essa ajuda foi fundamental para eu estar confiante para vivenciar essas novas situações e esclarecer as dúvidas”, conta.

Para ela, os aplicativos foram essenciais nesse processo. “Com certeza, tive que transpor muitas barreiras e entender que eu estava em outro momento de vida. Que existe a possibilidade de ter um relacionamento casual, mas não precisa ser impessoal. A vida é tão maravilhosa, temos que aproveitar todos os momentos bons que surgem. Quando entendi isso, entendi também que eu podia me permitir vivenciar situações que hoje são comuns para a maioria das pessoas, mas que, antigamente, eram consideradas um escândalo”, aponta.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade