PUBLICIDADE

Sofá Retrátil: Dicas de Como Escolher e Acertar no Modelo da Peça

23 fev 2024 - 11h46
Compartilhar
Exibir comentários

O sofá retrátil é essencial para quem busca conforto e estilo na sala de estar ou TV. É importante escolher bem, pois além do retrátil, existem vários tipos, como os fixos, com chaise e sofá-cama. Cada um traz seu próprio charme e utilidade para o ambiente.

Por isso, quando for escolher um sofá retrátil, pense primeiro no que você precisa. Além disso, considera ainda a frequência de uso, o tamanho do seu espaço e o estilo da decoração.

Por que escolher um sofá retrátil?

Sofá retrátil é prático e se adapta a diferentes necessidades – Projeto: Mandril Arquitetura | Foto: @diegowicfoto alted
Sofá retrátil é prático e se adapta a diferentes necessidades – Projeto: Mandril Arquitetura | Foto: @diegowicfoto alted
Foto: Viva Decora

O sofá retrátil se destaca pela sua funcionalidade de abrir e fechar. Quando fechado, mantém a sala organizada e é ideal para o uso diário, oferecendo um ambiente mais limpo e arrumado.

Alguns sofás retráteis podem se transformar em cama – Foto: Shutterstock
Alguns sofás retráteis podem se transformar em cama – Foto: Shutterstock
Foto: Viva Decora

Ao abrir, transforma a área em um espaço convidativo para relaxar, assistir televisão ou até dormir, já que alguns modelos podem se transformar em camas espaçosas e aconchegantes.

Como escolher um sofá retrátil? 

Conferir a estrutura e o preenchimento do sofá retrátil são etapas essenciais para escolher o modelo certo – Projeto: Mandril Arquitetura | Foto: @marianaorsifotografia
Conferir a estrutura e o preenchimento do sofá retrátil são etapas essenciais para escolher o modelo certo – Projeto: Mandril Arquitetura | Foto: @marianaorsifotografia
Foto: Viva Decora

Escolher um sofá retrátil envolve considerar vários fatores que influenciam tanto o conforto quanto a durabilidade do móvel. Aqui está um guia para te ajudar a fazer uma boa escolha.

Confira o preenchimento do sofá retrátil

As densidades D28 e D33 são as mais indicadas para evitar dores nas costas – Projeto: Studio Marlene Ricci
As densidades D28 e D33 são as mais indicadas para evitar dores nas costas – Projeto: Studio Marlene Ricci
Foto: Viva Decora

Antes de comprar um sofá, é bom entender sobre as espumas de densidades. As densidades das espumas variam, começando na D26, que é bem macia, até a D33, que é mais firme e é usada em colchões. 

Se você gosta de um sofá que você afunda um pouquinho, uma D26 é boa. Mas, se você tem dor nas costas, prefira uma densidade entre D28 e D33 para mais suporte. 

A D33 é firme, mas não dura, por isso, é ótima para a postura. Alguns sofás ainda misturam espumas, como a Hipersoft, para ficarem mais confortáveis. 

É importante destacar que sofás retráteis têm assentos com espuma de densidade D30 ou mais porque não têm almofadas soltas. Isso garante um suporte adequado e durabilidade. 

Já os sofás fixos, que têm almofadas removíveis, costumam usar espumas mais macias, que são mais espessas e confortáveis para sentar e deitar. 

Quanto aos encostos dos sofás retráteis, eles tendem a ser mais macios, pois são feitos com espumas de menor densidade ou preenchidos com fibra siliconada. 

Considere a estrutura

Busque um sofá retrátil com bons materiais, como madeira de eucalipto e percintas italianas – Projeto: Mageste & Blinovas Arquitetura | Foto: Henrique Hansmann
Busque um sofá retrátil com bons materiais, como madeira de eucalipto e percintas italianas – Projeto: Mageste & Blinovas Arquitetura | Foto: Henrique Hansmann
Foto: Viva Decora

A madeira do sofá retrátil precisa ser tratada e resistente. Além disso, as molas ou percintas, aquelas borrachas elásticas colocadas nos estofados, são outros detalhes importantes para garantir o conforto. 

Uma estrutura bem feita, como a de madeira de eucalipto tratada com percintas italianas, conhecidas por sua resistência, podem garantir um sofá retrátil mais durável e confortável.

Verifique a qualidade do revestimento sofá 

Battuto SGR Nat foi especificado para o chão desta sala de estar – Foto: Ceusa
Battuto SGR Nat foi especificado para o chão desta sala de estar – Foto: Ceusa
Foto: Viva Decora

Existem vários tipos de tecidos para revestir sofás, entre eles o linho, veludo, sarja, couro etc. Mas, para sofás retráteis, o couro não é recomendado. Afinal, o movimento de abrir e fechar tende a danificar o material. 

A opção mais procurada é o linho. É um tecido elegante e mais fresco, ótimo para regiões mais quentes.

O tecido bouclé também tem sido uma opção popular, pois ele é macio, bonito e feito de lã e outros materiais que criam uma textura bem confortável. Outra vantagem é que ele é resistente. 

De qualquer forma, antes de adquirir seu sofá retrátil, é essencial medir tanto as dimensões dele aberto quanto fechado. 

Depois, compare essas medidas com o espaço que você tem disponível, considerando não só o local onde o sofá ficará, mas também garantindo que haverá espaço suficiente para circulação ao redor dele. 

Como combinar o sofá retrátil com as cores da parede?

O azulejo Drapeado Branco na parede + Toronto Polido no piso – Foto: Ceusa
O azulejo Drapeado Branco na parede + Toronto Polido no piso – Foto: Ceusa
Foto: Viva Decora

Para criar um ambiente harmonioso com um sofá retrátil, considere o tom do móvel como ponto de partida para o esquema de cores. 

Se o sofá for neutro, você pode pintar as paredes com cores mais vivas para dar energia ao espaço. Mas, se o móvel for colorido, prefira tons mais suaves para não sobrecarregar o décor.

Além disso, use luminárias que complementam tanto o estilo do sofá quanto o tom das paredes. 

Por exemplo, uma luminária de chão com uma cor que contraste ou complemente o sofá pode criar um ponto visual bacana e oferecer uma iluminação gostosa. A luz indireta de abajures também realça as texturas e as cores do espaço.

Paralelo Wood aplicado no painel de TV desta sala – Foto: Ceusa
Paralelo Wood aplicado no painel de TV desta sala – Foto: Ceusa
Foto: Viva Decora

E se a ideia é investir em porcelanato, saiba que o revestimento deve seguir a paleta de cores definida pelas paredes e pelo sofá também. 

Se o ambiente for mais neutro, um revestimento colorido pode adicionar dinamismo ao espaço. Em um ambiente colorido, as cores bege, creme ou off-white ajudam a criar uma sensação de calma. 

Gostou do conteúdo? Neste post, você conferiu projetos de Mandril Arquitetura, Studio Marlene Ricci, Mageste & Blinovas Arquitetura

Agora que sabe como escolher um sofá retrátil, confira a Viva Decora Shop, a melhor loja para construir ou reformar a casa dos seus sonhos!

Fonte: Viva Decora
Compartilhar
Publicidade
Publicidade