PUBLICIDADE

Cobertura com planta circular tem jardim interno, área gourmet e sauna

O projeto mistura texturas, materiais e peças de arte garimpadas para a cobertura de 400 m².

30 mai 2024 - 15h49
(atualizado às 21h09)
Compartilhar
Exibir comentários

O novo proprietário desta cobertura duplex de 400 m² (sendo 80 m² de área externa), contou com a ajuda do designer de interiores Roberto Souto para encontrar o lar perfeito para morar com seus três filhos jovens. Uma curiosidade deste imóvel (com vista para as montanhas e o Cristo Redentor) é a planta com formato circular, pois fica no alto de uma torre cilíndrica, projetada pelo arquiteto P. K. Nielsen, nos anos 1950. "No geral, o cliente nos pediu quatro quartos espaçosos e bastante área de convivência para receber a numerosa família", conta ele. O designer conta que, na época, trabalhava com a arquiteta Leila Bittencourt e, por isso, o projeto foi feito a quatro mãos.

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

No primeiro piso, como a planta já atendia as necessidades da família e os espaços estavam em bom estado, o foco do projeto foi a ambientação. "Apenas dividimos o generoso banheiro da única suíte para criar uma suíte para a filha e um banheiro compartilhado entre os filhos", pontua Roberto.

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

Já no segundo piso, além da remodelação do jardim interno existente, foram criados uma nova suíte com closet, um lavabo, uma sauna com paredes de vidro e um espaço gourmet na área externa, equipado com churrasqueira, fogão e refrigerador.

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

O conceito principal do projeto foi criar um apartamento confortável, com estilo contemporâneo e elementos clássicos, para uma família que adora conviver em casa. Na decoração, quase todo o mobiliário foi comprado ou projetado para o apartamento, com destaque para as quatro poltronas Paraty e a poltrona Mole (de Sergio Rodrigues), as cadeiras de jantar Joy, o banco Blade, a mesa de centro Bank e o sofá Matrix (de Jader Almeida) e a mesa de jantar Disco (de Pedro Useche).

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

Como o proprietário não se interessava por artes plásticas, o designer o assessorou na escolha das obras, especialmente em antiquários e leilões, dando início a uma coleção, que rapidamente ganhou corpo e se espalhou por todo o apartamento. "Começamos a coleção do zero. Inicialmente, investimos apenas em gravuras de artistas concretistas com valor mais acessível, mas, à medida que cliente começou a tomar gosto, buscamos trabalhos mais relevantes, de artistas consagrados, como Julio Villani, Jorge Guinle, Renata Tassinari, entre outros", exemplifica.

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

O garimpo também envolveu tapetes e peças de mobiliário brasileiro vintage, como as poltronas Oscar e o banco Magrini (em jacarandá da Bahia, do Sergio Rodrigues), as mesas de centro do living, os banquinhos de tronco de árvore usados como mesas laterais (do Zanine Caldas) e as cadeiras de jantar (de Giuseppe Scapinelli).

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

A paleta de cores adotada no projeto, bem como a grande variedade de texturas dos materiais, tem uma base neutra, pontuada por cores não só nas obras de arte como também nos estofamentos dos móveis, em tons ligeiramente mais quentes.

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

"A ideia foi criar espaços aconchegantes, mas com personalidade", ressalta o designer. O piso originalmente em taco do primeiro pavimento foi recuperado e mantido, enquanto o piso do segundo pavimento foi revestido com mármore crema marfil, com exceção da suíte máster, que ganhou tacos de peroba-do-campo, paginados em espinha de peixe. Para deixar os espaços ainda mais acolhedores, algumas paredes foram cobertas com painéis em peroba natural, ora lisos ora ripados, enquanto a marcenaria da área externa foi executada em madeira cumaru por ser mais resistente ao tempo.

-
-
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com

"Trabalhar num edifício redondo foi bastante desafiador, pois a indústria não produz para este formato. Na área externa do pavimento superior, por exemplo, fizemos um extenso banco de marcenaria em grandes blocos de madeira para acompanhar a curva da mureta onde ficam as jardineiras", finaliza o designer Roberto Souto.

Confira mais fotos abaixo:

Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Foto: André Nazareth/Divulgação / Casa.com
Casa.com
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade