PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

5 tipos de suculentas suspensas para ter em casa

A paisagista Renata Guastelli cita cinco tipos de suculentas suspensas para compor um jardim vertical com dicas de cultivo.

14 mai 2024 - 19h21
Compartilhar
Exibir comentários

As suculentas conquistaram os corações de todos! São tantos tipos e formatos que é super fácil encontrar uma que se encaixa na sua decoração. Outra tendência, são as p lantas e jardins suspensos, uma ótima forma de incorporar verde na casa mesmo com pouco espaço. Então, por que não juntar as duas coisas? Confira abaixo espécies de suculentas suspensas para ter em casa, com dicas de cultivo da paisagista Renata Guastelli.

https://br.pinterest.com/pin/241364861269527653/

"As suculentas são plantas ideais para quem não tem muito tempo ou experiência em jardinagem. Elas são conhecidas por armazenar água em suas folhas, o que as torna mais resistentes à falta de rega. Além de serem fáceis de cuidar, as suculentas também apresentam uma grande variedade de formas, cores e tamanhos, o que as torna ótimas opções para criar arranjos e composições interessantes", diz Renata.

1. Crassula Muscosa

-
-
Foto: David J. Ctang/Wikimedia Commons / Casa.com

Nativa da África do Sul e Namíbia, essa suculenta tem crescimento rápido e pode atingir 30 cm de comprimento. Ela prefere sol direto e rega moderada e suas folhas parecem cordas trançadas delicadas.

2. Kalanchoe Uniflora

https://br.pinterest.com/pin/816136763716771825/

Essa bela suculenta tem lindas pequenas flores cor de rosa. "Ela não precisa de sol direto, apenas iluminação natural por algumas horas diariamente. Resiste à seca e deve ser regada somente quando não está úmida", afirma Renata. "A Kalanchoe Uniflora atinge até 45 centímetros de comprimento", completa.

3. Colar de Jade

-
-
Foto: Mokkie/Wikimedia Commons / Casa.com

A Crassula Rupestris Marnieriana parece um conjunto de miçangas, daí seu nome popular. Ela cresce devagar, mas pode chegar de 15 a 20 cm de comprimento. Renata explica que deve ser regada somente quando o solo estiver seco. "Ela prefere altas temperaturas, mas é resistente ao inverno se mantida em local seco", comenta.

4. Rosinha de Pedra

https://br.pinterest.com/pin/132996995230371066/

Com o nome mais charmoso, a Rosinha de Pedra, nomenclatura popular dada à espécies do gênero Orostachys. Trata-se de uma planta originária do Japão, com folhas arredondadas, que pode ser cultivada de forma suspensa. A recomendação é utilizar solo bem drenado e com regas sem exageros, preferencialmente pela manhã.

5. Dedo-de-moça

https://br.pinterest.com/pin/1618549862366029/

Também chamada de dedinho-de-moça ou rabo-de-burro, a Sedum morganianum é uma planta originária do México. "Gosta de bastante luminosidade, mas o sol deve chegar até ela de forma indireta. Prefere solo arenoso e bem drenável", explica a paisagista.

-
-
Foto: Paradoxurus/Wikimedia Commons / Casa.com

Casa.com
Compartilhar
Publicidade
Publicidade