PUBLICIDADE

Sono: 4 perigos do mau descanso para a saúde física e mental

Não é apenas o cansaço, dormir mal pode afetar a saúde e o bem-estar; veja 5 dicas para implementar na rotina e cuidar da qualidade de vida

30 out 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários

Dormir bem é fundamental para a saúde física e mental, já que o sono de qualidade colabora para o bom funcionamento do organismo, permitindo também a recuperação do corpo e da mente após o desgaste ao longo do dia. 

Prova disso é que o ser humano passa, em média, um terço de sua vida dormindo. Mas um detalhe acaba escapando às vezes: tão importante quanto a quantidade de horas de sono é a qualidade dele. 

Estima-se que 72% dos brasileiros sofrem com alterações no sono
Estima-se que 72% dos brasileiros sofrem com alterações no sono
Foto: Pixel-Shot / Adobe Stock

Ao subestimar os efeitos das noites inadequadas de descanso, seja por insônia, estresse, ansiedade ou qualquer outro distúrbio do sono, o bem-estar é severamente afetado e, consequentemente, a capacidade do organismo (cognitiva e física). Entenda algumas das consequências do mau descanso e saiba por que um sono de qualidade é imprescindível para a saúde. 

Atma: meditação guiada para aliviar o estresse e ansiedade

A conexão entre dormir bem e a saúde 

O tempo total de sono indicado varia de acordo com recortes de idade, entretanto, para indivíduos adultos, o ideal é que durmam entre 7 e 8 horas visando um descanso reparador e um ciclo completo, pois dormir mal pode causar problemas de saúde como: 

Cansaço mental e físico 

Quando as fases do sono não são devidamente respeitadas, seja pela quantidade insuficiente de horas ou problemas para dormir que quebram essas etapas, fadiga física e mental podem surgir e afetar a rotina. É durante o descanso que os tecidos musculares são reconstruídos e o cérebro realiza atividades importantes de consolidação de informação. 

Baixa concentração 

A exaustão da mente está diretamente ligada à queda no nível de concentração, e é por meio da atenção que os indivíduos compreendem as tarefas. O dia a dia requer atenção total em diversas ocasiões, seja ao dirigir, realizar um trabalho ou mesmo redigir um e-mail, a desatenção pode comprometer não apenas a qualidade da tarefa, mas pôr em risco o bem-estar e a saúde. 

Aumento do estresse e da ansiedade 

Com irritabilidade alta e uma evidente necessidade fisiológica não atendida, estresse e ansiedade podem surgir e afetar a habilidade de se relacionar. Estudos indicam que, uma vez que o sono ruim se torna um hábito, o risco de desenvolver quadros depressivos ou transtornos relacionados à ansiedade aumenta. 

Redução da capacidade cognitiva 

Esse aspecto engloba outros já citados, como a concentração, porém vai além. Quando o descanso não é devidamente cumprido, a capacidade cognitiva sofre e tomar decisões racionais passa a ser mais difícil.  

Isso acontece devido à baixa qualidade de sono REM (Rapid Eye Movement), uma fase crucial do sono, já que nesse momento o cérebro assimila os aprendizados do dia, armazena as informações fundamentais e se livra de outras desnecessárias. 

5 dicas para melhorar a qualidade do sono  

Primeiramente é preciso compreender que dormir mal não deve ser encarado como algo natural, é preciso buscar orientação médica. Em alguns casos, adotar boas práticas para higiene do sono e otimização da rotina pode auxiliar no processo. Confira 5 dicas: 

  • Estabeleça uma rotina: para alguns, ter uma rotina pode parecer algo chato, mas ela pode ajudar a melhorar o bem-estar, pois ter um cronograma para as atividades colabora para estabelecer prioridade, necessidades e limites. Por exemplo: separe um tempo do dia para tomar sol, lembrando-se dos cuidados essenciais com a pele. O ciclo circadiano é muito importante para várias funções biológicas, com papel indispensável na produção de cortisol e melatonina. 
  • Faça exercícios físicos: treinar regularmente traz enormes benefícios para a saúde do corpo e da mente, mas não deixe para se exercitar perto da hora de dormir, a adrenalina pode influenciar o processo de chegada do sono, fazendo corpo ficar mais agitado e a mente em estado de alerta. 
  • Cuidado com a cafeína: os estimulantes podem atrapalhar, já que podem inibir a produção de melatonina, então é preciso ficar alerta ao consumir essas substâncias. 
  • Evite as telas: elas estimulam a produção de cortisol, uma substância natural que ajuda no despertar e que inibe a melatonina, outra componente naturalmente produzido pelo corpo e essencial para regulação do sono. Evite celular, notebook e tv na hora de dormir.  
  • Cuidado com a alimentação: comer alimentos extremamente pesados fará com que o sistema digestivo tenha que trabalhar mais. O seu descanso pode ser comprometido por realizar refeições pesadas perto da hora de dormir.  

Dica extra: dormir bem está diretamente conectado à saúde. Ao observar alterações ou dificuldades relacionadas ao descanso, procure orientação médica.

Atma: Meditação e Bem-Estar

Um app, mais de mil conteúdos: meditação guiada, música e som de fundo. Diversas coleções para explorar, incluindo uma dedicada a dormir melhor. Relaxe, alivie a ansiedade e durma melhor!

ATMA Seu app de meditação
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade