PUBLICIDADE

Cartão-postal do RN, 'Árvore do Amor' de 300 anos é vandalizada e tem raízes cortadas

Árvore fica em praia de Maxaranguape (RN) e é conhecida por atrair turistas solteiros em busca de um romance

28 fev 2024 - 20h32
(atualizado em 29/2/2024 às 10h36)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Uma árvore conhecida como 'Árvore do Amor', que possui 300 anos e fica no município de Maxaranguape, no Rio Grande do Norte, sofreu depredação e teve suas raízes cortadas.
Cartão-postal do RN, 'Árvore do Amor' de 300 anos é vandalizada e tem raízes cortadas:

Um ponto turístico bastante conhecido entre os solteiros no Rio Grande do Norte, a 'Árvore do Amor' amanheceu depredada e com as raízes cortadas, na Barra de Maxaranguape, na última terça-feira, 27. Em nota, a prefeitura do município potiguar demonstrou repúdio e apontou que registrou um boletim de ocorrência. 

'Árvore do Amor' de 300 anos é vandalizada em praia do Rio Grande do Norte
'Árvore do Amor' de 300 anos é vandalizada em praia do Rio Grande do Norte
Foto: Divulgação/Idema

A 'Árvore do Amor' tem mais de 300 anos e une duas gameleiras que, juntas, formam uma sombra em forma de coração. O ponto turístico é buscado por solteiros que procuram por um romance e costumam amarrar uma fita com pedidos nas raízes da árvore. 

O Terra apurou que o crime aconteceu na madrugada de terça-feira. Pela manhã, quem foi ao ponto turístico pode perceber as raízes em pedaços. Nas redes sociais, a Prefeitura de Maxaranguape afirmou que tomará as providências cabíveis contra os criminosos. 

"A Prefeitura Municipal de Maxaranguape, juntamente com a prefeita Professora Nira, vem, por meio desta nota, com profunda tristeza e perplexidade, manifestar seu inconformismo e seu repúdio ao repentino e brutal crime ambiental sofrido pela 'Árvore do Amor'", manifestou a administração municipal. 

'Árvore do Amor' de 300 anos é vandalizada em praia do Rio Grande do Norte
'Árvore do Amor' de 300 anos é vandalizada em praia do Rio Grande do Norte
Foto: Divulgação/Idema

Além de um boletim de ocorrência, a prefeitura aponta que acionou o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), bem como o governo do Estado do RN e as polícias Militar e Ambiental. 

Procurado, o Idema confirmou que recebeu denúncia sobre a depredação da árvore e enviou uma equipe para apurar o ocorrido nesta quarta-feira, 28. 

“Não foi possível identificar a pessoa que fez isso, mas o município pediu a ajuda do Idema para recuperar as raízes da árvore, e assumimos um compromisso, deles solicitarem isso via ofício e a gente encaminhar o setor florestal para ver se consegue recuperar as raízes da árvore”, explicou Lucia Silva, coordenadora de fiscalização do Idema.

Ainda segundo o instituto, os danos não foram suficientes para matar a 'Árvore do Amor', mas o vandalismo acende um alerta entre especialistas para a proteção do ponto turístico. 

“Não vai matar a árvore, pois o sistema radicular está bem profundo, no entanto, os cortes expostos vai favorecer a entrada de patógenos que vão tornando a árvore mais frágil com o passar do tempo”, diz a analista ambiental do Idema Ronile Santos.

Bateria da natureza: conheça os poraquês, peixes elétricos capazes de disparar descargas de 860 volts Bateria da natureza: conheça os poraquês, peixes elétricos capazes de disparar descargas de 860 volts

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade