PUBLICIDADE

Silvia Machete faz estreia nacional do recém lançado álbum Invisible Woman em Belo Horizonte

O segundo álbum de uma trilogia traz músicas de amor embriagadas de soul e folk dos anos 70

23 abr 2024 - 15h32
(atualizado às 16h00)
Compartilhar
Exibir comentários
Silvia Machete lança Invisible Woman
Silvia Machete lança Invisible Woman
Foto: Foto: Gabriela Schmidt

A cantora Silvia Machete lança em todas as plataformas digitais Invisible Woman (Biscoito Fino), o segundo álbum de uma trilogia que se iniciou com o elogiado Rhonda em 2020. 

“Rhonda é um personagem fictício, que canta essas músicas que compus com Alberto Continentino em inglês, que vai para esse universo embriagado de soul e folk dos anos 70. E em Invisible Woman, ela volta com novas canções de amor e um pouco mais alegre”, conta Silvia. “Seguimos falando de amor, mas este álbum é menos denso, em termos de sonoridade. Continua sendo romântico, mas um pouco mais pop”. Amor segue pontuando sua obra, em Invisible Woman há também uma homenagem a sua cachorra com “Salomé”.

Os dois trabalhos representam uma nova fase de Machete, que também é atriz, fase esta em que assume a personagem Rhonda, glamurosa e cosmopolita - recentemente ela fez show em Paris e Nova York, cidades onde já morou. E nesta sexta, faz show em Belo Horizonte, cidade em que nasceu, mas nunca morou. 

O repertório do álbum é quase todo autoral, novamente composto em inglês por ela e Alberto Continentino, músico, compositor e parceiro da cantora em todas as faixas, exceto “Two Kites” de Tom Jobim, cujos vocais são em dueto com Maria Luiza Jobim. Outras parcerias são com Emerson Villani e o norte-americano Nick Jones. Continentino assinou seis das 11 músicas com a artista, além de ter arranjado e produzido o álbum com Lalo Brusco.

O show RHONDA - INVISIBLE WOMAN estreia em Belo Horizonte, dia 26 de abril, no Teatro SESIMINAS, e segue em turnê pelas principais capitais. Ingressos à venda:

Show Livre
Compartilhar
Publicidade
Publicidade