PUBLICIDADE

Dia do Cinema Brasileiro: confira nossas dicas do streaming

Globoplay é a plataforma mais forte, com mais de 50 títulos, entre clássicos e recentes. Veja opções em outras plataformas

19 jun 2021 13h27
| atualizado às 16h37
ver comentários
Publicidade

Neste sábado, dia 19 de junho, comemora-se o Dia do Cinema Brasileiro! Uma data importante no momento em que a produção nacional está ameaçada pelo congelamento e a extinção dos mecanismos de incentivo do governo federal, paralisando uma indústria que gera milhões de empregos por ano. A seguir, separamos algumas dicas de onde ver bons filmes brasileiros do sofá de casa, nas principais plataformas de streaming:

GLOBOPLAY - A plataforma da Globo criou a campanha "7 décadas em 50 filmes", narrada por Fernanda Montenegro. No acervo, dá pra ver muitos clássicos de mestres do Cinema Novo, como "Vidas Secas", "Rio 40 Graus", "Rio Zona Norte" e "Memórias do Cárcere", de Nelson Pereira dos Santos; "Terra em Transe", "Deus e o Diabo na Terra do Sol" e "O dragão da maldade contra o Santo Guerreiro", de Glauber Rocha; "O Padre e a Moça" e "Macunaíma", de Joaquim Pedro de Andrade. Além de clássicos mais recentes como "Central do Brasil", "Tropa de Elite" e "Que Horas Ela Volta?"

 

NETFLIX - Se você buscar apenas "filmes brasileiros", vai ver que o forte da Netflix são as comédias populares como "Tudo bem no Natal que vem", "Cabras da Peste" e "O Último Virgem". Mas busque "Filmes brasileiros aclamados pela crítica" e você encontra uma seleção de 12 ótimos filmes, que vão de "Viajo porque preciso, volto porque te amo" aos pernambucanos "Boi Neon", "Aquarius" e "O Som ao Redor" - além do documentário "Democracia em Vertigem", exclusivo da plataforma

Fernanda Montenegro em "Fogo e Paixão (1989), de Isay Weinfeld
Fernanda Montenegro em "Fogo e Paixão (1989), de Isay Weinfeld
Foto: Divulgação

AMAZON PRIME - A Amazon ainda precisa comer muito feijão quando o assunto é cinema brasileiro. São pouquíssimas opções, como o documentário "Mussum - Um filme do cacildis", sobre o integrante dos Trapalhões; e o documentário "Junho - O Mês que abalou o Brasil", além "Embarque Imediato", de Allan Fiterman, "Paratodos", de Marcelo Mesquita, "Território do Brincar", de David Reeks e Renata Meirelles, e "Piripkura", de Mariana Oliva, Bruno Jorge e Renata Terra.  

BELAS À LA CARTE - O streaming do Cine Belas Artes tem mais de 50 longas brasileiros, que vão de Hector Babenco ( "Carandiru", "Lúcio Flávio", "O Beijo da Mulher Aranha") a filmes recentíssimos como o documentário "Partida", de Caco Ciocler. Também dá pra encontrar lá vários filmes do Zé do Caixão. No próximo dia 24, estreia uma pérola esquecida dos anos 80: "Fogo e Paixão, do arquiteto Isay Weinfeld, com Fernanda Montenegro e Rita Lee

Marília Pêra é entrevistada por Eduardo Coutinho em "Jogo de Cena", em cartaz no CineSesc
Marília Pêra é entrevistada por Eduardo Coutinho em "Jogo de Cena", em cartaz no CineSesc
Foto: Divulgação

CINESESC

O  #EmCasaComSesc traz uma programação especial em homenagem ao documentarista Eduardo Coutinho. São três filmes dirigidos pelo grande mestre do cinema documental, além de um filme com uma das últimas entrevistas do diretor, morto em 2014.

Para começar, o já clássico  “Jogo de Cena” , que levou os prêmios de Melhor Filme e Melhor Direção no Festival Sesc Melhores Filmes. O longa mergulha na alma das personagens e mistura a realidade documental com ficção ao trazer depoimentos de mulheres anônimas, que contam suas histórias, também interpretadas por atrizes. O jogo entre o que é real e o que é inventado revela, ao final, a verdade em cada história contada diante da câmera.

Já "Peões" traz a história de trabalhadores da indústria metalúrgica do ABC Paulista e suas participações no movimento grevista de 1979 a 1980. O filme venceu o Prêmio de Melhor Filme no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.  

Em “Santo Forte” - vencedor dos prêmios de Melhor Filme, Roteiro e Montagem, no Festival de Cinema de Brasília, do Prêmio Especial do Júri, no Festival de Gramado, e do Prêmio da Crítica de Melhor Filme, no Festival Sesc Melhores Filmes - o diretor mergulha na intimidade de católicos, umbandistas e evangélicos de uma favela carioca. Indicado ao Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro, como Melhor Filme, “Eduardo Coutinho, 7 de Outubro” é o documentário que coloca o cineasta diante de sua própria equipe e inverte o jogo com o entrevistador na frente das câmeras.  

Para conferir os filmes, basta acessar sescsp.org.br/cinemaemcasa

Sônia Braga em "O Beijo da Mulher Aranha", na Reserva Imovision
Sônia Braga em "O Beijo da Mulher Aranha", na Reserva Imovision
Foto: Divulgação

RESERVA IMOVISON 

A Reserva Imovision, plataforma de streaming do cinema Reserva Cultural e da distribuidora Imovision, possui um catálogo rico quando o assunto é cinema brasileiro. Entre os mais recentes, estão filmes como "Os Amigos, de Lina Chamie, "Sangue Azul", de Lírio Ferreira, além de vários longas da diretora Lúcia Murat, tais como "Doces Poderes", "Em Três Atos", "Maré, Nossa História de Amor", "A Memória que me Contam".  

A filmografia de Hector Babenco também está bem representada na plataforma, com "O Beijo da Mulher Aranha", "Pixote", "Brincando nos Campos do Senhor", "O Rei da Noite", "Meu Amigo Hindu", "Carandiru", entre outros. 

Outros destaques da programação da Reserva Imovision são "Nossa Vida não Cabe num Opala", de Reinaldo Pinheiro,  "Meu País" e "A Voz do Silêncio", de André Ristum, "Mate-me, por favor", de Anitta Rocha da Silveira (que apresenta na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes 2021 seu novo longa, "Medusa"), "A Casa de Alice" e "Ausência", de Chico Teixeira.

Para conferir estes e outros filmes brasileiros da plataforma, acesse: https://www.reservaimovision.com.br/

Marcélia Cartaxo, esplêndida, em "Pacarrete", de Allan Deberton, no MUBI
Marcélia Cartaxo, esplêndida, em "Pacarrete", de Allan Deberton, no MUBI
Foto: Divulgação

MUBI

A plataforma MUBI, que tem um catálogo também impecável, com títulos nada óbvios tanto nacionais quanto internacionais, traz títulos que fogem do comum, como "Viola Chinesa - Meu Encontro com o Cinema Brasileiro", de Júlio Bressane, "Days in Cuba", de Leonardo Mouramateus, "Rock Brasileiro - História em Imagens", de Bernardo Palmeiro,  "Veias e Vinhos - Uma História Brasileira", de João Batista de Andrade, "Jesus no Mundo Maravilha... E outras Histórias da Polícia Brasileira", de Newton Cannito, "Deus é Brasileiro", de Cacá Diegues e o novíssimo "Pacarrete", de Allan Deberton, entre vários outros.

Para conferir o catálogo do MUBI, acesse: www.mubi.com 

 

 

 

Plano Geral
Publicidade
Publicidade