PUBLICIDADE

Brasil é destaque entre os pré-indicados aos Prêmios Platino

Principal premiação do cinema ibero-americano, entrega dos Platinos ocorre em outubro em cerimônia presencial neste ano

19 mai 2021 20h12
ver comentários
Publicidade
Regina Casé em cena de "Três Verões", indicado em sete categorias
Regina Casé em cena de "Três Verões", indicado em sete categorias
Foto: Divulgação / Divulgação

 

O cinema brasileiro tem destaque na lista dos pré-indicados da oitava edição dos Prêmios Platino do Cinema Ibero-americano, que vai ser realizado em outubro em cerimônia presencial, cujo local vai ser divulgado nas próximas semanas.

Entre as produções nacionais, o longa Três Verões, de Sandra Kogut, que traz Regina Casé no papel de uma caseira de uma família de classe média alta envolvida com corrupção,  encabeça a lista dos brasileiros pré-indicados.  O filme concorre a sete prêmios:  melhor filme, diretor, atriz, ator coadjuvante (Otávio Muller), música original, roteiro e edição.

Já Fim de festa, de Hilton Lacerda, está pré-indicado para melhor filme, diretor, ator (Irandhir Santos), roteiro e edição.  O longa de Daniel Filho Boca de Ouro, adaptação da obra de Nelson Rodrigues estrelada por Malu Mader e Marcos Palmeira recebeu quatro pré-indicações:  ator (Marcos Palmeira), ator coadjuvante (Silvio Guindane) e atriz coadjuvante (Lorena Comparato), fotografia. Pacarrete, de Allan Deberton,  o grande vencedor do Festival de Gramado 2019, está na lista dos que concorrem a uma vaga nas categorias de melhor filme de estreia, atriz (Marcelia Cartaxo), atriz coadjuvante (Zezita Matos) e direção de arte.

"Alguém tem que ouvir o coração e dizer parou", pré-indicado a melhor documentário
"Alguém tem que ouvir o coração e dizer parou", pré-indicado a melhor documentário
Foto: Divulgação / Divulgação

O suspense Macabro, de Marcos Prado: melhor filme, fotografia, edição de som, música original, direção de arte.  Nesta edição, atores e atrizes coadjuvantes também passam a ser premiados em minisséries e outro suspense tem nomes que representam as séries brasileiras nestas categorias. A elogiada Bom Dia, Verônica, da Netflix, tem quatro pré-indicações: melhor minissérie, ator (Eduardo Moscovis), atriz coadjuvante (Camila Morgado) e Raphael Montes, indicado para uma nova categoria: “Criador de Séries”.  

Já a categoria de melhor documentário tem três produções brasileiras pré-indicadas: Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou, de Bárbara Paz , Adoniran, meu nome é João Rubinato, de Pedro Serrano, e Dentro da minha pele, de Toni Venturi e Val Gomes.

O diretor Toni Venturi, no centro, e a equipe de "Dentro da Minha Pele"
O diretor Toni Venturi, no centro, e a equipe de "Dentro da Minha Pele"
Foto: Divulgação / Divulgação

Na categoria Animação, há três pré-indicados brasileiros: O Pergaminho Vermelho, Os Under-Undergrounds – o começo; Osmar, a primeira fatia do pão de forma. O tocante e contundente Dentro da minha Pele de Toni Venturi e Val Gomes e Fico te devendo uma carta sobre o Brasil, de Carol Benjamim, são os indicados para Educação em Valores.

Entre as outras indicações, há títulos como Arcanjo Renegado, que concorre a melhor minissérie, atriz (Erika Januza), ator (Flavio Bauraqui); Todas as mulheres do mundo, que concorre a criador de séries (Jorge Furtado), ator (Emílio Dantas) e atriz coadjuvante (Martha Nowill); Desalma, pré-indicada na categoria atriz minissérie (Cássia Kiss) e ator coadjuvante (Bruce Gomlewsky); e finalmente "1 contra todos", que integra a categoria ator minissérie (Júlio Andrade). 

"Todas as Mulheres do Mundo": pré-indicada a criador de séries (Jorge Furtado), ator (Emílio Dantas), atriz coadjuvante (Martha Nowill)
"Todas as Mulheres do Mundo": pré-indicada a criador de séries (Jorge Furtado), ator (Emílio Dantas), atriz coadjuvante (Martha Nowill)
Foto: Divulgação / Divulgação

Importante observar os números de produção latino-americana deste ano, que apresentou uma queda de 24% nas produções por conta da pandemia. Ainda assim, a julgar pelo número de títulos selecionados para a primeira seleção (quase 700 títulos), a indústria se adaptou bem à crise.

A lista dos pré-finalistas (ao todo, serão 20 por categoria) será divulgada no final deste mês. No final de junho, os quatro finalistas de cada categoria serão finalmente divulgados.  

Os Prêmios Platino do Cinema Ibero-Americano, promovidos pela EGEDA, (Entidad de Géstion de Derechos de los Productores Audiovisuales), com FIPCA (Federación Iberoamericana de Productores Cinematográficos y Audiovisuales) e com o apoio das Academias e Institutos de Cine Ibero-americanos, destacam as produções e criadores mais importantes a cada no, com vinte duas premiações e um Prêmio de Honra. Com efeito, desde 2014 os Prêmios Platino trabalham pela difusão do cinema e do audiovisual ibero-americano.

Plano Geral
Publicidade
Publicidade