PUBLICIDADE

Recuperado da covid, Kimi faz sua melhor corrida na F1 2021

Kimi Raikkonen perdeu duas corridas após ter contraído a covid-19. Recuperado, ele voltou e garantiu o melhor resultado da equipe no ano

27 set 2021 00h26
ver comentários
Publicidade
Kimi com os pneus intermediários.
Kimi com os pneus intermediários.
Foto: Alfa Romeo / Twitter

Kimi Raikkonen é mesmo inabalável. Logo após o anúncio antecipado de sua aposentadoria, às vésperas do GP da Holanda, o Homem de Gelo foi diagnosticado com covid-19 e colocado em isolamento. Com isso, ele deixou de participar tanto da etapa holandesa quanto da corrida seguinte, na Itália. Em ambas as provas, foi substituído por Robert Kubica. 

Passado o período de quarentena e totalmente recuperado, Kimi pode fazer parte do GP da Rússia. E soube usar de toda a vasta experiência do homem com mais corridas na história da Fórmula 1 para aproveitar as condições climáticas adversas e ganhar posições. 

Quando a chuva começou a aparecer em Sochi, a cerca de 10 voltas do fim, Kimi foi um dos primeiros a parar nos boxes e colocar pneus de pista molhada. Com a chuva apertando mais próximo ao fim da prova, isso se tornou uma vantagem importante. 

“Nós conseguíamos manter o ritmo dos nossos rivais no seco, mas passá-los não era nada fácil no ‘trem’ de carros com DRS”, contou o finlandês ao site da F1 logo após a corrida. “No final, tomamos a decisão certa com os pneus. Eu pensei que estava ficando molhado demais e escolhemos parar no box, o que nos ajudou muito. Fizemos o melhor que pudemos e esses pontos mostram isso.” 

O 8º lugar conquistado no caos da chuva foi não só o melhor resultado de Kimi na temporada, como também o melhor da Alfa Romeo. Até então, a equipe havia conquistado três décimos lugares, dois com Kimi e um com Giovinazzi. 

Com o resultado, Alfa Romeo chega a 7 pontos no campeonato, mas se mantém em 9º lugar, bem longe dos 23 obtidos pela Williams, que virou frequentadora assídua da zona de pontuação nas últimas cinco corridas. A Haas segue sendo a lanterna, ainda zerada. 

A F1 retorna em duas semanas para o GP da Turquia, no autódromo de Istanbul Park. 

 

Parabólica
Publicidade
Publicidade