PUBLICIDADE

Leclerc feliz com 4º lugar na F1 em Monza: “dei meu melhor”

Por levar carro da Ferrari ao 4º lugar, Charles Leclerc considera atuação no GP da Itália uma das 5 melhores da carreira

13 set 2021 23h34
ver comentários
Publicidade
Leclerc na Parabólica.
Leclerc na Parabólica.
Foto: Ferrari / Twitter

Charles Leclerc sabe o que significa correr pela Ferrari em Monza. Em sua primeira participação no Grande Prêmio da Itália pela Scuderia, em 2019, ele largou da pole e venceu, para delírio dos milhares de tiffosi que lotavam as arquibancadas. No ano passado, a Ferrai passava por uma crise histórica e não colocou nenhum de seus carros no Q3. Para piorar, Leclerc bateu forte na curva que empresta seu nome a esse site (Parabólica) e Vettel abandonou com problemas mecânicos. 

Com esses dois históricos tão diferentes correndo na casa da Ferrari, Leclerc sabia da importância de entregar o seu melhor na corrida do último domingo, a primeira com público em Monza desde 2019. E assim o fez. “Eu dei tudo de mim, realmente o meu melhor”, disse ele após a corrida, segundo o site da F1. 

O carro da Ferrari para 2021 se mostrou mais rápido em pistas com características diferentes das de Monza, como Mônaco e Azerbaijão. Por isso, os dois pilotos reportaram dificuldades para acompanhar o pelotão da frente, ocupado por McLaren, Mercedes e Red Bull.  

“Não havia muito mais o que pudéssemos fazer. Todas as oportunidades que surgiram, eu tentei agarrar”, afirmou o ferrarista. Depois do acidente entre Verstappen e Hamilton e das trocas de pneus, Leclerc chegou a andar em segundo, atrás apenas de Daniel Ricciardo, mas teve dificuldades para manter a posição e foi ultrapassado por Lando Norris, Valtteri Bottas e Sergio Perez. 

“Assim que o Valtteri me passou, eu tentei passa-lo de volta. E eu até consegui, mas eles estavam muito rápidos, especialmente no terceiro setor até a curva 1”. Ele se refere à reta de largada do circuito de Monza, o trecho de maior velocidade e principal ponto de ultrapassagem da pista. “Então, era muito, muito difícil para nós ultrapassarmos, mas muito fácil para sermos ultrapassados.” 

Leclerc cruzou a linha de chegada em 5º, mas foi beneficiado por uma punição de Perez e terminou em 4º no resultado oficial. Mas, para ele, mais importante que o resultado foi a evolução apresentada pela equipe. “Não foi uma corrida das mais fáceis, mas se você olhar onde estávamos ano passado e onde estamos agora, é um enorme passo à frente. Precisamos continuar trabalhando assim”. 

Para um piloto com duas vitórias e 13 pódios na carreira, um 4º lugar pode parecer pouco. Mas o esforço para conseguir acompanhar os ponteiros encheu Leclerc de orgulho. “Sobre meu desempenho, honestamente, classifico como uma das minhas cinco melhores atuações na Fórmula 1. Eu realmente senti que entreguei absolutamente tudo, então estou muito feliz”.

O monegasco já demonstrou em várias oportunidades ser um piloto que se cobra bastante. Portanto, por melhor que tenha sido sua autoavaliação quanto à performance no último domingo (12), ele quer mais: “temos que continuar trabalhando para lutar por vitórias muito em breve”. 

A McLaren, rival direta na luta pelo 3º lugar entre os construtores, já deu esse passo e consegui vencer em Monza – com direito a dobradinha. A próxima oportunidade para Charles Leclerc e a Ferrari tentarem mais esse objetivo na reconstrução da equipe é no próximo dia 26, no Grande Prêmio da Rússia, em Sochi. 

Parabólica
Publicidade
Publicidade