PUBLICIDADE

F1 não substituirá GP da Rússia, cancelado em meio à guerra

A F1 decidiu que não fará um GP em substituição ao da Rússia, que seria realizado em setembro. Com isso, calendário ficará com 22 etapas

18 mai 2022 10h33
ver comentários
Publicidade
Largada do GP da Rússia de 2021: corrida não será substituída em 2022
Largada do GP da Rússia de 2021: corrida não será substituída em 2022
Foto: FIA / Twitter

Uma das consequências da invasão russa à Ucrânia foi o cancelamento do Grande Prêmio de Fórmula 1 do país, que seria realizado entre os dias 23 e 25 de setembro. A data da etapa estava vaga desde então, e diversas pistas foram especuladas como possíveis substitutas. Mas a F1 optou por não preencher esse espaço, reduzindo o calendário de 2022 de 23 para 22 etapas.

Em dado momento, chegou-se a dar como quase certa a realização de uma corrida no Catar em substituição à Rússia, mas o acordo não foi adiante. O país recebeu a categoria no ano passado e voltará a receber a partir de 2023, mas optou por pular 2022 em razão da Copa do Mundo de futebol, que será realizada por lá e cuja preparação estará nos momento finais no segundo semestre.

Além do Catar, Malásia, Portugal, Turquia, Alemanha e até uma segunda corrida em Singapura chegaram a ser especulados como prova “tampão”, mas nenhuma conversa avançou. A questão principal era o financiamento, já que uma nova sede precisaria aportar algumas dezenas de milhões de dólares para receber a F1. Nas opções da Europa, ainda havia o agravante da logística, já que está marcada uma corrida na Ásia já na semana seguinte, em Singapura.

Com as dificuldades, a F1 optou por deixar a data em aberto e manter o calendário com 22 etapas. Se, por um lado, uma corrida a menos significa menos receita para a categoria, por outro, isso agrada às equipes, que tem se manifestado frequentemente sobre as dificuldades operacionais e o desgaste gerado pelo calendário considerado inchado.

Assim, a temporada de 2022 da F1 deixa de ser a maior de todos os tempos e empata com a de 2021, com os mesmos 22 GPs e três sprint races.

Parabólica
Publicidade
Publicidade