PUBLICIDADE

Escola pública é referência na alfabetização de adultos

Há mais de 20 anos, CIEJA (Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos) Campo Limpo perpetua metodologia de Paulo Freire

18 jan 2022 11h45
ver comentários
Publicidade

Em 1963, Paulo Freire implementou um projeto de alfabetização com cerca de 300 trabalhadores em Angico, uma cidadezinha do Rio Grande do Norte. Utilizando o método desenvolvido por ele, que hoje conhecemos como Educação Popular, ele conseguiu alfabetizar os trabalhadores em apenas 40 horas de aulas. 

Essa experiência repercutiu por todo país e cerca de 30 anos depois, inspirou a criação do MOVA - Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos, projeto criado por Freire durante sua gestão na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.

Foto: CIEJA Campo Limpo

No episódio de hoje, a educadora e ativista Eda Luiz conta sobre a importância de Paulo Freire na criação do projeto político pedagógico criado por ela para o CIEJA Campo Limpo, e que permanece atual até hoje, mesmo depois de sua saída da gestão da escola.

Manda Notícias
Publicidade
Publicidade