PUBLICIDADE

Volkswagen Amarok fica mais cara e supera os R$ 300 mil

Com reajustes de mais de R$ 7 mil, Volkswagen Amarok fica mais cara em outubro e agora parte de R$ 260.550. Veja os novos preços da picape

28 out 2021 12h32
ver comentários
Publicidade
Volkswagen Amarok Extreme
Volkswagen Amarok Extreme
Foto: VW / Divulgação

A Volkswagen Amarok acaba de ficar mais cara em outubro. A montadora alemã reajustou os preços de todas as versões da picape média, que ficou até R$ 7.090 mais cara, dependendo da configuração. Sem mudanças na lista de equipamentos, a Amarok agora parte de R$ 260.550 e já pode ser encontrada com os novos preços no configurador do site da Volkswagen.

As versões equipadas com o motor 2.0 turbodiesel de 180 cv e 420 Nm de torque sofreram o mesmo reajuste de R$ 6.490 em outubro. Sendo assim, a configuração de entrada Comfortline passou de R$ 254.560 para R$ 260.550. Logo acima, a versão Highline 2.0 TDI também recebeu o mesmo aumento, e agora parte de R$ 283.290. Antes de setembro, ambas as versões eram oferecidas apenas na modalidade de vendas diretas.

Em seguida, a versão Highline equipada com o motor V6 3.0 turbodiesel de 258 cv de potência e 579 Nm de torque agora custa R$ 290.490, exatos R$ 6.630 a mais do que em setembro. Fechando as opções da picape, a versão topo de linha Extreme - que também traz o motor V6 - foi a que mais subiu. Com aumento de R$ 7.090 em relação ao mês passado, a Amarok Extreme passa a ser vendida por R$ 306.190, sendo a primeira picape média acima dos R$ 300 mil.

Confira abaixo quanto custa cada versão da picape Volkswagen Amarok, sem os opcionais:
Amarok Comfortline 2.0 TDI - R$ 260.550   
Amarok Highline 2.0 TDI - R$ 283.290
Amarok V6 3.0 TDI Highline - R$ 290.490
Amarok V6 3.0 TDI Extreme - R$ 306.190

Volkswagen Amarok Extreme
Volkswagen Amarok Extreme
Foto: VW / Divulgação

Produzida na Argentina, a Amarok vive um futuro incerto no Brasil. Ao contrário da Ford Ranger, que terá a nova geração feita na Argentina, a picape da Volkswagen só teve a produção confirmada na África do Sul. Por enquanto, há apenas rumores que indicam que a picape atual seguirá por mais algum tempo no mercado, talvez até recebendo uma reestilização. Em 2021, a Amarok ocupa o oitavo lugar entre as picapes médias, com 5.563 emplacamentos até setembro deste ano.

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade