1 evento ao vivo

Teste de 500 km: Ford EcoSport 1.5 é econômico, porém lento

Uma viagem por estradas do Rio Grande do Sul com a versão automática Titanium Plus 1.5, levando quatro pessoas e o bagageiro cheio

31 out 2019
11h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O Ford EcoSport Titanium Plus 1.5 é o único da linha que não tem estepe. É fruto de melhoramentos na segunda geração do EcoSport. O SUV compacto da Ford tem foco no conforto, no consumo, na conectividade e na segurança. O desempenho e a capacidade off-road deixam a desejar algo mais. Foi o que verificamos numa viagem de 500 km por estradas do Rio Grande do Sul, com início e fim em Porto Alegre, passando por cidades como Gramado, Canela e Bento Gonçalves. O carro estava cheio, com quatro pessoas e o porta-malas completo, condição comum nas viagens de férias.

O EcoSport Titanium rodou mais de 500 km por estradas gaúchas.
O EcoSport Titanium rodou mais de 500 km por estradas gaúchas.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

A versão sem estepe é nova. O Ford EcoSport Titanium agora é vendido somente na versão 1.5 de 137 cavalos de potência. O motor 2.0 de 176 cv ficou disponível apenas para o EcoSport Storm 4WD. Uma pena, pois a potência fez falta em algumas situações nas estradas de pista simples.

O porta-malas preso na porta do bagageiro sempre foi a grande característica do Ford EcoSport, mas o fabricante demorou para perceber que a maioria dos consumidores rejeita essa solução. A versão Run Flat, com pneus que rodam 80 km mesmo furados, deu mais versatilidade ao EcoSport.

Uma das estradas que levam a Gramado, Canela e Caxias do Sul.
Uma das estradas que levam a Gramado, Canela e Caxias do Sul.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O Ford EcoSport Titanium conta com a ótima conectividade Sync 3, que modernizou o interior. A tela multimídia de 7” é “flutuante” e oferece navegador por GPS para quando o Android Auto ou Apple CarPlay estão fora de serviço. São duas entradas USB de fácil acesso na parte dianteira.

O que nós gostamos

A ausência do estepe na traseira deixou o Ford EcoSport Titanium mais fácil de estacionar. A câmera de ré oferece ótima imagem com guias coloridas no display central.

A posição de dirigir do Ford EcoSport Titanium é muito boa, com ajustes eficientes para banco e volante de direção. Os bancos de couro são confortáveis, tanto na frente quanto atrás.Os porta-trecos dianteiros e traseiros também são bons, com espaço adequado para garrafas de água e outros objetos. 

O EcoSport sem estepe externo num dos cenários rurais da Serra Gaúcha.
O EcoSport sem estepe externo num dos cenários rurais da Serra Gaúcha.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O assoalho reto na parte traseira facilita o transporte do passageiro do meio, que também conta com cinto de três pontos e encosto de cabeça. Porém, mesmo uma criança deixaria o carro ainda mais pesado, nas condições avaliadas. 

Todos os comandos do Ford EcoSport são muito bem localizados. As luzes de LED da versão Titanium dão um requinte ao visual do carro. As rodas de liga leve de 17” também ajudam no design.

O motor 1.5 tem a vantagem de fazer do Ford EcoSport um SUV compacto bastante econômico. Isso é inegável. Mesmo carregando muito peso, o consumo foi bom. Na média geral, ele fez 12,1 km/l em 566 km rodados.

FORD ECOSPORT TITANIUM PLUS 1.5 AT
Item Conceito

Nota

(0 a 5)

Teste de

500 km

Conceito

Nota

(0 A 5)

Desempenho bom 3 Autoestrada bom 3
Consumo bom 3 Estrada simples muito bom 4
Segurança ótimo 5 Estrada de terra bom 3
Conectividade muito bom 4 Fora de estrada médio 2
Conforto bom 3 Cidade ótimo 5
Pacote de Série bom 3.5 Percurso 556 km  
Usabilidade bom 3 Autonomia 12,1 km/l  
Veredicto bom 3.5 Veredicto bom 3.4

O porta-malas do Ford EcoSport não é grande (tem 356 litros), mas, por ser alto, consegue abrigar duas malas médias, uma mala compacta, uma mala pequena e duas mochilas. Não é pouco. Porém, exige uma certa estratégia para acomodar a babagem. Em compensação, o teto solar elétrico contribui para deixar o EcoSport Titanium mais agradável a bordo.

O que pode melhorar

O motor 1.5 exige uma transmissão mais eficiente para o Ford EcoSport. Quanto o motorista pede potência, o câmbio automático de seis marchas é lento nas respostas. Por isso, nem as aletas para trocas manuais empolgam, como na antiga versão Titanium 2.0.

A atual geração do Ford EcoSport foi desenvolvida para ter um estepe pendurado na traseira. Por isso, a ausência dele deixou o design um pouco estranho. O carro parece curto, estreito e alto, ou seja, na contramão da atual tendência de estilo. Por causa do design, o espaço para os ombros é bastante prejudicado quando viajam três adultos no banco de trás. Nessa viagem, isso não foi um problema, pois havia apenas duas pessoas atrás.

Os pneus de perfil relativamente baixos (205/50) e próprios para estradas lisas fazem o Ford EcoSport Titanium sofrer um pouco em pisos ruins e em caminhos de terra, areia ou pedra. Ele poderia usar um pneu de perfil maior. Finalmente, quando carregado (quatro adultos e suas malas), o Ford EcoSport 1.5 acaba sendo bastante ruidoso no interior, pois o motor quase sempre precisa funcionar acima de 3.000 rpm.

Os números

  • Preço: R$ 94.990
  • Motor: 1.5 flex
  • Potência: 137 cv a 6.500 rpm (e)
  • Torque: 159 Nm a 4.500 rpm (e)
  • Câmbio: 6 marchas AT
  • Comprimento: 4,096 m 
  • Largura: 1,765 m 
  • Altura: 1,693 m
  • Entre-eixos: 2,519 m
  • Vão livre: 200 mm
  • Peso: 1.310 kg
  • Pneus: 205/50 R17
  • Porta-malas: 356 litros
  • Tanque: 52 litros
  • 0-100 km/h: 11s8
  • Velocidade máxima: 180 km/h
  • Consumo cidade: 10,3 km/l (g)
  • Consumo estrada: 12,6 km/l (g)
  • Emissão de CO2: 120 g/km
  • Modelo avaliado: 2020
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade