PUBLICIDADE

SUVs 1.0 turbo: Chevrolet Tracker ou Volkswagen Nivus?

Comparamos os dois SUVs da moda em suas versões de entrada com câmbio automático. Veja todas as diferenças entre o Chevrolet e o Volkswagen

2 out 2020 15h44
| atualizado em 3/10/2020 às 14h18
ver comentários
Publicidade
Chevrolet Tracker LT: versão de entrada com câmbio automático de seis marchas.
Chevrolet Tracker LT: versão de entrada com câmbio automático de seis marchas.
Foto: GM / Divulgação

O Chevrolet Tracker e o Volkswagen Nivus são os SUVs da moda. Os dois carros foram lançados em 2020 e têm propostas um pouco diferente, mas competem entre si. Para este comparativo, escolhemos as duas versões mais baratas com câmbio automático e motor 1.0. Portanto, estamos falando do Tracker LT 1.0 Turbo e do Nivus Comfortline 200 TSI. O Tracker LT foi reajustado para R$ 97.290 e não tem opcionais. O Nivus Comfortline sai por R$ 85.890, mas sobe para R$ 89.410 com o opcional VW Play & Tech. 

Enquanto a Volkswagen mantiver os preços de lançamento de seu novo SUV cupê, a diferença entre o Tracker LT e o Nivus Comfortline completo será de R$ 7.880. Atualizaremos os preços deste comparativo se houver um aumento nos próximos dias. Porém, há vários aspectos a serem considerados antes de decidir alguma coisa. Primeiro é preciso deixar claro que o Tracker tem uma linha mais completa. Quem optar por câmbio manual, por exemplo, consegue achar um Tracker 1.0 Turbo por R$ 88.790 (5 marchas). Se a opção for por mais potência, o Tracker tem a versão 1.2 Turbo, que passou a ser exclusiva da topo de linha Premier, por R$ 121.290. O Chevrolet Tracker liderou o segmento de SUVs em setembro.

Volkswagen Nivus Comfortline: motor 1.0 turbo tem 116 cv com gasolina e 128 cv com etanol.
Volkswagen Nivus Comfortline: motor 1.0 turbo tem 116 cv com gasolina e 128 cv com etanol.
Foto: VW / Divulgação

Quanto ao Nivus, tem apenas duas versões, com a mesma mecânica, e sua proposta é oferecer um estilo diferente do que é entregue pelo T-Cross, o principal SUV da Volkswagen. Mas, se o Nivus pode ser comprado por R$ 85.890, será que não vale a pena economizar esses mais de R$ 4 mil? Talvez valha. Então vamos começar comparando o Tracker LT e o Nivus Comfortline pelo valor mais baixo.

Os dois usam motor 1.0 turbo. No Tracker, a potência é de 116 cv com gasolina ou com etanol. No Nivus, a potência com gasolina também é de 116 cv, mas se você abastecer com etanol ela sobe para 128 cv e terá um ganho de 12 cavalinhos. Não é pouco. Considere, assim, que todos os dados de performance do Nivus estão sendo mostrados com etanol. Mesmo com gasolina, porém, o Nivus é mais ágil do que o Tracker, pois motor VW tem 200 Nm de torque com qualquer combustível e o Chevrolet tem 160 Nm com gasolina e 165 com etanol.

DESEMPENHO TRACKER LT NIVUS COMF.
Potência c/ gasolina  116 cv 116 cv 
Potência c/ etanol 116 cv  128 cv 
Torque c/ gasolina  160 Nm  200 Nm
Torque c/ etanol 165 Nm 200 Nm
0-100 km/h 10s9 10s0
Velocidade máxima  177 km/h  189 km/h
Frenagem 100-0 40,8 m 35,5 m
Peso/potência 10,3 kg/cv 9,4 kg/cv

A questão do desempenho está resolvida. O Nivus é superior, tanto na cidade quanto na estrada. Mas o desempenho superior não vai fazer o carro consumir mais? Vai. Então vejamos os números de consumo. Rodando na cidade, justamente por ser mais “amarrado”, o Tracker é bem mais econômico. Com gasolina, tem uma vantagem de 1,2 km/l; com etanol, ganha por meio km/l. Na estrada, porém, não é bem assim. Com etanol (alguém usa etanol na estrada?) a vantagem do Tracker é bem pequena (0,2 km/l) e não compensa o tanto que perde em desempenho. Com gasolina, a surpresa: é o Nivus quem ganha por meio km/l.

CONSUMO TRACKER LT NIVUS COMF.
Gasolina na cidade 11,9 km/l  10,7 km/l
Gasolina na estrada 13,7 km/l  14,2 km/l
Etanol na cidade 8,2 km/l  7,7 km/l
Etanol na estrada 9,6 km/l 9,4 km/l

Nada funciona sozinho num automóvel. Tudo é um conjunto que resulta em bom ou mau desempenho, em bom ou mau consumo. Onde está o segredo do Nivus? São dois segredinhos. Em primeiro lugar, a aerodinâmica: o Volkswagen é quase 20 cm mais baixo do que o Chevrolet. É muita área de carroceria que não precisa ficar brigando contra o vento. A Volks pode se dar ao luxo porque seu “verdadeiro” SUV não é o Nivus e sim o T-Cross. Tem mais: o Nivus é 3,4 cm mais estreito do que o Tracker e seus pneus são mais estreitos: 215/60 R16 no Chevrolet e 205/60 R16 no VW. Portanto, são mais duas áreas extras para romper a atmosfera e o preço vem no consumo em velocidades (os 3 kg a mais do Nivus no peso total pouco influenciam aqui). 

DIMENSÕES TRACKER LT NIVUS COMF.
Comprimento 4,270 m 4,266 m
Largura 1,791 m 1,757 m
Altura 1,624 m  1,429 m
Entre-eixos 2,570 m  2,566 m

Por ser mais alto, o Tracker optou por pneus mais largos. Deixa o carro mais bonito e ajuda na estabilidade, mas prejudica desempenho e consumo. Também é importante dizer que o SUV da Chevrolet é mais espaçoso por dentro em todos os sentidos, por ser mais comprido, mais largo e mais baixo, além de ter uma distância entre-eixos maior. Agora, se a opção é por um carro mais econômico, a GM tem o Tracker 1.0 Turbo com câmbio manual, que é imbatível em todos os aspectos de consumo e é mais rápido também. Vale a pena para quem não mora em cidade com trânsito engarrafado.

Tracker LT utiliza motor 1.0 turbo de 116 cv de potência com gasolina ou com etanol.
Tracker LT utiliza motor 1.0 turbo de 116 cv de potência com gasolina ou com etanol.
Foto: GM / Divulgação

Para proporcionar mais espaço interno, a GM economizou ao máximo onde pode. O tanque de combustível do Tracker tem apenas 44 litros, contra 52 do Nivus. Na prática, o alcance dos dois carros acaba sendo bem parecido. O Tracker também sacrificou o porta-malas, que tem 393 litros, contra 415 do Nivus (diferença de 22 litros). Como o Tracker tem o balanço traseiro mais curto, seu ângulo de saída é muito melhor do que o do Nivus, que está mais propenso a raspar a traseira em algumas valetas.

VERSATILIDADE TRACKER LT NIVUS COMF.
Vão livre  157 mm 176 mm
Ângulo de entrada 17 graus 16,9 graus
Ângulo de saída 28 graus 19,3 graus
Diâmetro de giro 10,8 m 10,9 m
Porta-malas 393 litros 415 litros
Carga útil  410 kg 541 kg

Para além de todos esses números -- que refletem no custo de utilização do carro --, é preciso analisar o que cada um oferece rodando, em termos de conforto, prazer ao dirigir, vida a bordo e também considerar os aspectos de segurança. De cara, o Tracker é mais “conectado”. Ele tem a nova multimídia MyLink 8” que já vem com Wi-Fi a bordo e é extremamente amigável na conexão. Até sete celulares podem se conectar ao mesmo tempo e a uma distância de 15 m do carro. O Nivus vem com a multimídia Composition Touch 6,5” que espelha o celular com o APP-Connect da Volks. É boa também, mas não é a mesma coisa.

Nivus Comfortline: visual de SUV cupê trouxe um elemento surpresa para a categoria.
Nivus Comfortline: visual de SUV cupê trouxe um elemento surpresa para a categoria.
Foto: VW / Divulgação

O Tracker LT 1.0 Turbo tem cinco itens não disponíveis no Nivus de entrada: luz traseira de neblina, chamada de emergência (OnStar), assistência na recuperação veicular (OnStar), chave presencial, alças de segurança no teto e start-stop. O Nivus dá o troco com outros cinco itens: alarme volumétrico, faróis de LED, monitoramento de pressão dos pneus, vetorização de torque e termômetro da água do motor. Curiosamente, ao contrário do que sempre foi a tradição das duas marcas, o Tracker tem o ajuste da suspensão mais dura e o Nivus tem ela mais mole. Sentimos algumas pancadas secas na suspensão traseira do Chevrolet em pisos irregulares.Talvez pneus de perfil mais altos caíssem melhor no Tracker. Pela proposta do Nivus, endurecer um pouco a suspensão não seria má ideia, pois o carro ficou excessivamente macio ao rodar.

Interior do Chevrolet Tracker LT: multimídia MyLink é um dos pontos altos do carro.
Interior do Chevrolet Tracker LT: multimídia MyLink é um dos pontos altos do carro.
Foto: VW / Divulgação

O sistema de freios adotado pela GM utiliza tambor nas rodas traseiras, enquanto a Volkswagen optou por discos sólidos. Na dianteira, os dois têm freios a disco ventilados. A frenagem de 100-0 km/h é mais extensa no Tracker. Vindo a 100 km/h, o Tracker precisa de 40,8 m até parar totalmente; o Nivus para totalmente em 35,5 m. São mais de 5 m de diferença, apesar de os dois carros terem pesos idênticos.

Quanto à conectividade, a Volkswagen oferece a possibilidade de equipar o Nivus com uma multimídia tão boa ou melhor do que a do Chevrolet. Para isso, entretanto, é preciso comprar o pacote opcional VW Play & Tech, que custa R$ 3.520. Nesse caso, acaba aquela enorme vantagem de preço que o Nivus tinha. Mas a Volks realmente posicionou muito bem esse carro. Custando um pouco menos, com esse opcional o Nivus Comfortline se torna francamente superior ao Tracker LT, pois acrescenta itens importantes: alerta de colisão frontal, frenagem automática de emergência, câmbio borboleta, piloto automático adaptativo e HD interno.

Interior do Nivus Comfortline: multimídia de série é a Composition Touch; VW Play é opcional e custa R$ 3.520.
Interior do Nivus Comfortline: multimídia de série é a Composition Touch; VW Play é opcional e custa R$ 3.520.
Foto: VW / Divulgação

Finalmente, para os consumidores que gostam de colocar todas as contas na ponta do lápis, o custo das revisões dos veículos também pode ser um diferencial. O custo das três primeiras revisões (até 30.000 km) já vem embutido no preço do Nivus. No Tracker, as três primeiras revisões custam R$ 1.340. Até os 60.000 km, o proprietário do Nivus vai desembolsar R$ 2.113 e o do Tracker vai pagar R$ 3.012.

DIFERENÇAS TRACKER LT NIVUS COMF.
Peso 1.196 kg 1.199 kg
Freios traseiros Tambor  Disco sólido
Pneus  215/60 R16 205/60 R16
Tanque 44 litros  52 litros
Preço R$ 97.290 R$ 85.890
Opcionais - R$ 3.520
Completo  R$ 97.290  R$ 89.410
Revisões 30.000 km R$ 1.340 -
Revisões 60.000 km R$ 3.012 R$ 2.113

Analisando todos os números e as características dos dois carros, o Volkswagen Nivus Comfortline 200 TSI vence a disputa direta com o Chevrolet Tracker LT 1.0 Turbo. De qualquer forma, nem todos os consumidores vão considerar o Nivus um competidor direto do Tracker; é mais comum compará-lo com o T-Cross. Já analisamos o Tracker e o T-Cross em outra reportagem e o embate foi duríssimo. O Nivus se impõe perante as versões de entrada do Tracker porque oferece uma alternativa para o paradigma dos SUVs. O Chevrolet Tracker não lidera o segmento à-toa: trouxe mais esportividade ao segmento e menor altura do solo. O Nivus foi além: com o conceito de SUV cupê, deixou a briga tradicional para o T-Cross e reinventou o segmento.

 

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade