PUBLICIDADE

Lamborghini elétrico feito no Brasil? Entenda essa história

Lamborghini Latinoamérica, que detém os direitos da marca italiana na região, quer produzir carros elétricos em Santa Catarina

27 abr 2021
0comentários
Publicidade
Conceito LA Vision foi apresentado pela Lamborghini Latinoamérica em 2014.
Conceito LA Vision foi apresentado pela Lamborghini Latinoamérica em 2014.
Foto: Divulgação

A Lamborghini Latinoamérica pode produzir carros elétricos em Santa Catarina. Representantes da empresa mexicana que detém os direitos da marca italiana na América Latina se reuniram na semana passada com a governadora interina Daniela Reinehr e comunicaram a intenção de abrir uma fábrica no Estado. A notícia foi publicada nesta terça (27) pelo site Automotive Business.

A intenção da empresa é desenvolver projetos em 20 áreas em um prazo de 30 anos, conforme divulgado pelo governo catarinense. No entanto, a iniciativa não tem relação com a Lamborghini original.

Isso porque a montadora italiana não reconhece oficialmente a representação pela empresa mexicana, e há anos tenta recuperar os direitos da própria marca na América Latina. Nos anos 90, a Lamborghini original foi vendida pela Chrysler para um fundo de investidores da Indonésia. Estes, por sua vez, cederam os direitos da marca para o empresário Jorge Antonio Fernández Garcia (Joan Fercí) em um contrato válido por 99 anos. Pouco tempo depois, em 1998, a Lamborghini foi adquirida pela Audi.

Lamborghini Coatl foi vendido de 1998 a 2004 e era baseado no modelo Diablo.
Lamborghini Coatl foi vendido de 1998 a 2004 e era baseado no modelo Diablo.
Foto: Divulgação

Desde então, o Grupo Volkswagen e o empresário mexicano vêm travando uma série de brigas judiciais por causa dos direitos da marca de superesportivos. Ao mesmo tempo, a Lamborghini Latinoamérica tenta encontrar um local para fabricar seus carros fora do México. A última tentativa foi em 2019, quando a empresa mexicana se reuniu com o presidente do Paraguai para abrir uma fábrica no país. Entretanto, a iniciativa não foi para frente, assim como as tentativas anteriores na Argentina e Uruguai.

Empresário mexicano Joan Fercí detém os direitos da Lamborghini na América Latina.
Empresário mexicano Joan Fercí detém os direitos da Lamborghini na América Latina.
Foto: Divulgação

Até o momento, não se sabe qual carro a Lamborghini Latinoamérica produziria no Brasil. No entanto, provavelmente seria um projeto próprio, já que desde 1994 a empresa mexicana possui autorização para projetar e vender veículos próprios, como os modelos Lamborghini Coatl, Alar e Centurion. Vale ainda lembrar que a Lamborghini italiana não conta com nenhum modelo elétrico em seu portfólio mundial.

Em seu site oficial, a Lamborghini Latinoamérica afirma estar desenvolvendo um novo protótipo, mas sem revelar muitas informações. O que se sabe é que o esportivo teria 4,68 m de comprimento e teria chassi feito de fibra de carbono, pesando 1.161 kg. Ele seria equipado com dois motores elétricos, capazes de oferecer uma potência de 1.000 cv. O design, por sua vez, seria o do conceito LA Vision, apresentado de forma virtual em 2014.

Representantes da empresa mexicana se reuniram com a governadora interina Daniela Reinehr.
Representantes da empresa mexicana se reuniram com a governadora interina Daniela Reinehr.
Foto: Divulgação
Guia do Carro
Publicidade
Publicidade